Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Efeito de quatro dietas na performance de cordeiros artificialmente infectados com Haemonchus contortus e Trichostrongylus colubriformis

Texto completo
Autor(es):
Nadino Carvalho [1] ; José Henrique das Neves [2] ; Caio Santos Pennacchi [3] ; Andre Michel de Castilhos [4] ; Alessandro Francisco Talamini do Amarante [5]
Número total de Autores: 5
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Fundação Universidade Federal de Rondônia. Departamento de Medicina Veterinária - Brasil
[2] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Brasil
[3] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Brasil
[4] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Brasil
[5] Universidade Estadual Paulista. Instituto de Biociências - Brasil
Número total de Afiliações: 5
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária; v. 30, n. 1, p. -, 2021.
Citações Web of Science: 0
Resumo

Resumo Avaliou-se o efeito de quatro dietas sobre o desempenho de cordeiros Dorper infectados artificialmente, a cada três dias, durante 12 semanas, com 1.000 larvas infectantes (L3) de Haemonchus contortus e 1.000 L3 de Trichostrongylus colubriformis. Um grupo infectado (n=7) e um controle (n=4) foram constituídos para cada uma das dietas, que continham a seguinte proporção de feno (F) e concentrado (C): Dieta 1 - 100%F; Dieta 2 - 75%F:25%C; Dieta 3 - 50%F:50%C; Dieta 4 - 25%F:75%C. Todos os grupos infectados apresentaram redução nas médias de hematócrito (VG) e proteína plasmática total (PPT), principalmente o grupo Dieta 1 infectado, que também apresentou maior contagem de ovos nas fezes. Houve efeito significativo da dieta e da infecção (P <0,05) no ganho em peso médio diário, peso da carcaça e consumo diário de alimento. Os grupos controle e infectado tiveram ganho em peso médio diário (em kg), respectivamente, de 0,048 e 0,025 na Dieta 1; 0,082 e 0,067 na Dieta 2; 0,188 e 0,189 na Dieta 3; e 0,303 e 0,221 na Dieta 4. Concluiu-se que a infecção afetou o desempenho produtivo independentemente da dieta, porém, com o aumento da proteína e da energia metabolizável, o risco de ocorrência de anemia e hipoproteinemia diminuiu. (AU)

Processo FAPESP: 15/14751-3 - Influência da dieta na resposta imunológica e no desempenho de cordeiros artificialmente infectados com Haemonchus contortus e Trichostrongylus colubriformis
Beneficiário:Alessandro Francisco Talamini Do Amarante
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo FAPESP: 14/02961-0 - Efeito do tratamento anti-helmíntico no desenvolvimento ponderal de bovinos Nelore, Simental e produto de cruzamento entre as duas raças
Beneficiário:José Henrique das Neves
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado