Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do Web of Science, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

AgNO3 improved micropropagation and stimulate in vitro flowering of rose (Rosa x hybrida) cv. Sena

Texto completo
Autor(es):
Conde da Silva de Matos, Ana Victoria [1] ; de Oliveira, Barbara Samantha [1] ; Barboza Souza de Oliveira, Maria Eduarda [1] ; Cardoso, Jean Carlos [1]
Número total de Autores: 4
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Univ Fed Sao Carlos, Ctr Ciencias Agr, Dept Biotecnol & Prod Vegetal & Anim, Lab Fisiol Vegetal & Cultura Tecidos, Araras, SP - Brazil
Número total de Afiliações: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: ORNAMENTAL HORTICULTURE-REVISTA BRASILEIRA DE HORTICULTURA ORNAMENTAL; v. 27, n. 1, p. 33-40, JAN-MAR 2021.
Citações Web of Science: 0
Resumo

Rose is one of the most important cut flower in the world. Rose micropropagation was used for production of clonal and disease-free plantlets and to breeding purposes. However, many important rose cultivars showed physiological disorders as early-leaf senescence and very low multiplication rate under in vitro conditions. Our hypothesis is that these symptoms were associated with high sensibility of these cultivars to ethylene accumulation on in vitro environment. The rose cv. Sena was in vitro cultivated under different concentrations of AgNO3 and two light sources, LED and fluorescent lamps, as a way to investigate in vitro similar symptoms to ethylene accumulation. AgNO3 at 1.0-2.0 mg L-1 solved the main in vitro physiological disorders observed in this rose cultivar. Also, AgNO3 stimulated induction of 50% of rose shoots to in vitro flowering at 2.0 mg L-1. Higher concentrations also resulted in flowering induction, but with imperfect flower development. (AU)

Processo FAPESP: 19/00243-7 - Calogênese in vitro como alternativa a produção de filantina e hipofilantina em Phyllantus amarus
Beneficiário:Maria Eduarda Barboza Souza de Oliveira
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo FAPESP: 18/02595-5 - Micropropagação de manacá-de-cheiro (Brunfelsia uniflora (Pohl) D. Don), uma espécie nativa do Brasil e em expansão para uso como ornamental
Beneficiário:Ana Victoria Conde da Silva de Matos
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo FAPESP: 18/07122-8 - Salicilatos na indução de resistência, germinação e desenvolvimento inicial in vitro e ex vitro de tomateiro
Beneficiário:Bárbara Samantha de Oliveira
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica