Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Desbundando em anos de chumbo: contracultura, produção artística e Os Novos Baianos

Texto completo
Autor(es):
Sheyla Castro Diniz
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: História; v. 39, p. -, 2020.
Resumo

Resumo: Um dos diversos nomes dados à contracultura no Brasil, o desbunde foi um dos pivôs dos embates culturais e político-ideológicos sob o regime militar em “anos de chumbo” (1969-1974). Gíria originalmente pejorativa e acusatória, na medida em que, para boa parte da esquerda da época, pressupunha certo descompromisso com questões políticas stricto sensu, ela designava mudanças de comportamento de parcelas da juventude envolvendo, por exemplo, a postura drop-out, a liberação sexual, o interesse por tradições místicas, as experiências com drogas e, dentre outros aspectos, o modelo de vida hippie e comunitário e alguma inadequação à sociedade de consumo. Neste artigo, discute-se o caráter ambivalente da gíria quando associada, sobre-tudo, à produção artística do período, dando destaque para o caso exemplar do grupo musical Os Novos Baianos. (AU)

Processo FAPESP: 20/04324-9 - História (São Paulo)
Beneficiário:Paulo Cesar Goncalves
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Periódico