Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Do jornalismo ao livro: itinerários da historiografia da música popular no Brasil (anos 1960/70)

Texto completo
Autor(es):
José Geraldo Vinci de Moraes
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: História; v. 39, p. -, 2020.
Resumo

Resumo Nas décadas de 1960-70, um grupo de jornalistas e críticos da música popular deu início a um interessante processo de transição dos relatos e escritos na imprensa para a elaboração de livros. Em algum momento, eles sentiram a necessidade de ultrapassar a prosa dispersa das crônicas e memórias e se preocuparam em deixar um registro escrito mais sólido de suas experiências em torno da música popular. Essas obras carregavam um claro sentido historiográfico, uma vez que procuravam tanto dar perenidade às memórias dispersas como buscar um sentido e interpretação dessas tradições na cultura nacional. Ainda relativamente desclassificada nos conteúdos nacionais mais amplos, a forma em livro certamente outorgaria autoridade intelectual à música popular que gradativamente se tornava objeto de estudo. Esse itinerário do jornalismo ao livro se acelerou e se tornou inclusive política pública. Essa transição foi determinante para a construção de uma historiografia sustentada em torno da música popular e, sobretudo, para dar os parâmetros daquilo que deveria ser a História da música popular urbana no Brasil. (AU)

Processo FAPESP: 20/04324-9 - História (São Paulo)
Beneficiário:Paulo Cesar Goncalves
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Periódico
Processo FAPESP: 14/25920-8 - Dilemas culturais na formação de um novo território historiográfico: os sons, as sonoridades, as escutas e a música
Beneficiário:José Geraldo Vinci de Moraes
Linha de fomento: Bolsas no Exterior - Pesquisa