Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

A colonização e a economia açucareira em Campinas, 1765 a 1829

Texto completo
Autor(es):
Paulo Eduardo Teixeira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: História; v. 39, p. -, 2020.
Resumo

RESUMO A partir da expansão da lavoura canavieira em São Paulo durante o final do século XVIII e início do século XIX, o povoamento do Oeste foi transformando a fronteira do interior paulista, intensificando a presença humana nessa região. A chegada de pessoas livres e escravas foi o resultado de um processo amplo, em que fatores econômicos, políticos e sociais trouxeram mudanças significativas para a região, transformando-a no eixo principal da economia escravista de São Paulo. A fim de avaliarmos o impacto desse processo colonizador, nosso objetivo foi estudar as estruturas demográficas e a posse de escravos em Campinas, de 1765 a 1829, utilizando como principal fonte documental as Listas Nominativas de habitantes. (AU)

Processo FAPESP: 20/04324-9 - História (São Paulo)
Beneficiário:Paulo Cesar Goncalves
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Periódico