Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Atividade no humor aquoso da renina, angiotensina I e angiotensina II no glaucoma primário de ângulo aberto

Texto completo
Autor(es):
Valéria Batista Boreck Seki [1] ; Guilherme Rabelo de Souza [2] ; Andre Messias [3] ; Dulce Elena Casarini [4] ; Jayter Silva de Paula [5]
Número total de Autores: 5
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Department of Ophthalmology - Brasil
[2] Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Department of Ophthalmology - Brasil
[3] Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Department of Ophthalmology - Brasil
[4] Universidade Federal de São Paulo. Department of Medicine. Nephrology Division - Brasil
[5] Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Department of Ophthalmology - Brasil
Número total de Afiliações: 5
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Arquivos Brasileiros de Oftalmologia; v. 83, n. 4, p. 318-322, 2020-07-29.
Resumo

RESUMO Objetivo: O sistema renina-angiotensina está envolvido na patogênese das condições isquêmicas retinianas e no glaucoma. Nosso objetivo foi avaliar a atividade da renina, enzima conversora de angiotensina 1 e 2 no humor aquoso, e amostras de sangue de pacientes com e sem glaucoma primário de ângulo aberto. Métodos: Foram analisadas amostras de 56 participantes submetidos à cirurgia ocular. Os pacientes foram divididos em dois grupos: pacientes com catarata apenas (n=28), e pacientes com catarata e glaucoma primário de ângulo aberto (n=28). Amostras de sangue venoso (2ml) e humor aquoso (150 µl, via paracentese) foram coletadas durante a facoemulsificação (apenas catarata) ou cirurgia de glaucoma (catarata e glaucoma primário de ângulo aberto). As atividades sérica do humor aquoso de renina, enzima conversora de angiotensina 1 e enzima conversora de angiotensina 2 de todos os pacientes foram avaliadas por ensaios fluorimétricos, e os resultados foram analisados por regressão multivariada. Resultados: Tanto a atividade da renina no humor aquoso quanto à razão humor aquoso/soro da atividade da renina foram significativamente menores nos pacientes com catarata e glaucoma primário de ângulo aberto do que em pacientes com catarata apenas [(média ± DP): 0,018 ± 0,006 ng/ml/h vs 0,045 ± 0,009 ng/ml/h; p<0,001 e 0,05 ± 0,02 vs 0,13 ± 0,05; p=0,025]. Análises multivariadas mostraram uma releção significativa entre menor atividade de renina no humor aquoso e glaucoma primário de ângulo aberto [coeficiente (±erro padrão): -0,029 ± 0,013; p=0,026]. Conclusões: Como a maioria dos pacientes com glaucoma primário de ângulo aberto usavam o colírio de timolol, estudos futuros envolvendo um maior número de pacientes e retirada prévia do tratamento são necessários para se discriminar o envolvimento do uso de betabloqueadores na atividade da renina no humor aquoso. (AU)

Processo FAPESP: 16/09515-1 - Papel da renina e dos receptores de (pro)renina em processos patológicos relacionados à drenagem do humor aquoso
Beneficiário:Jayter Silva de Paula
Modalidade de apoio: Auxílio à Pesquisa - Regular