Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Preparação e caracterização de uma liga de titânio com a adição de tântalo e zircônio para aplicações biomédicas

Texto completo
Autor(es):
Pedro Akira Bazaglia Kuroda [1] ; Mycaella Vieira do Nascimento [2] ; Carlos Roberto Grandini [3]
Número total de Autores: 3
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Univ. Estadual Paulista. Laboratório de Anelasticidade e Biomateriais - Brasil
[2] Braço Brasileiro do Institute of Biomaterials, Tribocorrosion and Nanomedicine - Brasil
[3] Univ. Estadual Paulista. Laboratório de Anelasticidade e Biomateriais - Brasil
Número total de Afiliações: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: MATERIA-RIO DE JANEIRO; v. 25, n. 2 2020-07-24.
Resumo

RESUMO Ligas de titânio são amplamente utilizadas na área biomédica devido à sua excelente resistência à corrosão em fluídos corpóreos, elevada razão resistência mecânica/densidade, baixo módulo de elasticidade e comprovada biocompatibilidade. As ligas mais promissoras para serem utilizadas na área biomédica possuem elementos em solução sólida que diminuem a temperatura de transformação de fase do titânio. Tais elementos são denominados beta-estabilizadores e obtêm-se como resultado a diminuição do módulo de elasticidade e uma excelente resistência à corrosão. Os elementos tântalo e zircônio, quando acrescentados ao titânio, melhoram a resistência à corrosão e diminuem o módulo de elasticidade, pois o tântalo é considerado um elemento β-estabilizador e o zircônio atua como elemento estabilizador desta fase, na presença de outro elemento β-estabilizador. Neste trabalho, a liga Ti-25Ta-5Zr foi preparada por fusão à arco, visando aplicações biomédicas. As caracterizações química, estrutural, microestrutural e mecânica foram realizadas por intermédio de medidas da composição química, análise de gases, espectrometria por dispersão de energia (EDS), difração de raios X, microscopias óptica e eletrônica de varredura, microdureza Vickers e módulo de elasticidade. Os resultados obtidos mostraram uma boa estequiometria e homogeneidade da liga. As análises estrutural e microestrutural corroboraram entre si e indicaram que a liga possui a coexistência de duas fases, α” (com estrutura cristalina ortorrômbica) e β (com estrutura cristalina cúbica de corpo centrado). A microdureza elevou-se com a adição de tais elementos e o módulo de elasticidade possui valores abaixo das ligas utilizadas comercialmente, satisfatório para aplicação como implante ortopédico. (AU)

Processo FAPESP: 15/09480-0 - Desenvolvimento e Caracterização de novas Ligas do Sistema Ti-25Ta-Zr para Aplicações Biomédicas
Beneficiário:Pedro Akira Bazaglia Kuroda
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Doutorado