Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Cuidado e consanguinidade na atribuição de responsabilidades intergeracionais

Texto completo
Autor(es):
Sabrina Finamori
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Ciência Política; n. 18, p. -, Dez. 2015.
Resumo

Resumo No Brasil, o teste de DNA tem sido fundamental para a validação legal de paternidade. É também com base nessa validação que o dever de cuidado do pai em relação ao filho pode ser estabelecido, tanto em termos de provimento financeiro quanto de obrigações morais e afetivas. Para além da dimensão legal, contudo, o cuidado, em seus múltiplos sentidos, pode ser um balizador importante para o modo como pais e filhos dimensionam e justificam seus próprios direitos e obrigações. Partindo de casos de investigação de paternidade que tiveram grande percussão na mídia, este artigo objetiva analisar como a consanguinidade e as práticas de cuidado estão mutuamente implicadas e podem ser mobilizadas de diferentes modos na atribuição de responsabilidades e na reivindicação de direitos associados ao parentesco. (AU)

Processo FAPESP: 12/51741-8 - Pais, mães e filhos: reconhecimento de filiação, obrigações, direitos e afetos
Beneficiário:Sabrina Deise Finamori
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado