Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Fatores de risco para nascimentos pré-termo em Londrina, Paraná, Brasil

Texto completo
Autor(es):
Ana Maria Rigo Silva [1] ; Marcia Furquim de Almeida [2] ; Tiemi Matsuo [3] ; Darli Antonio Soares [4]
Número total de Autores: 4
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências da Saúde - Brasil
[2] Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública - Brasil
[3] Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências Exatas - Brasil
[4] Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências da Saúde - Brasil
Número total de Afiliações: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Cadernos de Saúde Pública; v. 25, n. 10, p. 2125-2138, 2009-10-00.
Resumo

Objetivou-se identificar fatores de risco para nascimentos pré-termo por meio de estudo caso-controle populacional que envolve nascidos vivos hospitalares de mães residentes em Londrina, Paraná, Brasil. Os casos foram os 328 nascimentos pré-termo e os controles, uma amostra proporcional de 369 nascimentos com 37 semanas ou mais. Realizou-se análise de regressão logística múltipla hierarquizada. Verificou-se associação (p < 0,05) para as variáveis: sócio-econômicas - moradia em favela e baixa idade do chefe familiar; características maternas: IMC < 19 e > 30kg/m², com filho anterior pré-termo, com tratamento para engravidar; características maternas durante a gestação: com companheiro há no máximo dois anos, preocupações, bebida alcoólica semanal, pré-natal inadequado, prática de caminhada como proteção; agravos na gestação - sangramento, infecção do trato genital, volume alterado do líquido amniótico, hipertensão arterial e internação; gestação múltipla. A identificação de fatores de risco e a melhoria da qualidade da atenção pré-concepcional e pré-natal podem reduzir a prematuridade. (AU)