Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Outro modo de financiar o café: Hipotecas no sudoeste de Minas Gerais (1890-1914)

Texto completo
Autor(es):
Lélio Luiz de Oliveira [1] ; Renato Leite Marcondes [2]
Número total de Autores: 2
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade de Sao Paulo. Faculdade de Economia Administracao e Contabilidade de Ribeirao Preto - Brasil
[2] Universidade de Sao Paulo. Faculdade de Economia Administracao e Contabilidade de Ribeirao Preto - Brasil
Número total de Afiliações: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Varia História; v. 34, n. 64, p. 227-260, 2018-04-00.
Resumo

Resumo A análise das hipotecas registradas nos cartórios dos municípios em estudo do sudoeste mineiro permitiu verificar, de 1890 a 1914, os bens e valores negociados, as condições de financiamento (juros e prazos) e o perfil dos credores e devedores (moradia e profissão). O crescimento das atividades econômicas principalmente do café beneficiou-se do crédito hipotecário. Os credores residiam principalmente na própria região do Sudoeste, sendo que os demais moravam mais no Estado de São Paulo do que noutras áreas de Minas Gerais e mesmo do Rio de Janeiro. Comparativamente a outros municípios cafeeiros, verificou-se um menor emprego de hipotecas e também menores valores negociados apesar da maior produção de café no Sudoeste mineiro. (AU)

Processo FAPESP: 16/05202-9 - Crédito hipotecário no sudoeste mineiro (1880-1914)
Beneficiário:Lelio Luiz de Oliveira
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular