Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Assembléias de diatomáceas (Bacillariophyta) em seis reservatórios tropicais no sudeste do Brasil: composição de espécies e padrões de variação temporal e espacial

Texto completo
Autor(es):
Gisele Carolina Marquardt [1] ; Carlos Eduardo de Mattos Bicudo [2] ; Thelma Alvim Veiga Ludwig [3] ; Luc Ector [4] ; Carlos E. Wetzel [5]
Número total de Autores: 5
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Instituto de Botânica. Núcleo de Pesquisas em Ecologia - Brasil
[2] Instituto de Botânica. Núcleo de Pesquisas em Ecologia - Brasil
[3] Universidade Federal do Paraná. Departamento de Botânica - Brasil
[4] Luxembourg Institute of Science and Technology. Environmental Research and Innovation Department
[5] Luxembourg Institute of Science and Technology. Environmental Research and Innovation Department
Número total de Afiliações: 5
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Acta Limnol. Bras.; v. 30, 2018-11-14.
Resumo

Resumo Objetivo As relações entre composição de espécies e padrões de variação nas comunidades de diatomáceas foram exploradas em seis reservatórios tropicais localizados no sudeste do Brasil. Métodos Diatomáceas fitoplanctônicas e de sedimentos superficiais foram determinadas e a Análise de Correspondência Canônica foi utilizada para identificar o conjunto de variáveis ambientais que melhor explica a variação da composição das espécies entre as unidades amostrais. Resultados O total de 28 táxons de diatomáceas representando 20 gêneros foi identificado utilizando microscopia de luz e eletrônica de varredura; e foram fornecidas informações sobre suas preferências ecológicas. Humidophila biscutella é reportada pela primeira vez no Brasil e Sellaphora sassiana e Humidophila brekkaensis foram registradas pela primeira vez no Estado de São Paulo. Foram delineados três grupos de potenciais indicadores da qualidade da água que sugerem condições oligotróficas, águas com baixa luminosidade e em regime de mistura além de um pequeno grupo de espécies tolerantes ocorrentes em águas com elevada condutividade, pH e total fósforo total. Conclusão O presente estudo forneceu uma primeira visão sobre as comunidades de diatomáceas em geral de seis reservatórios tropicais do sudeste do Brasil e providenciou informação sobre sua ecologia e distribuição, contribuindo para o conhecimento das diatomáceas tropicais com vista à bioavaliação. Os grupos potenciais de diatomáceas indicadores de qualidade da água delineados seguem o reportado na literatura e reforçam a importância da PEJU para a manutenção da qualidade ecológica dos reservatórios e condições de referência para as fontes de água da Região Metropolitana de São Paulo. (AU)

Processo FAPESP: 09/53898-9 - Reconstrução paleolimnológica da Represa Guarapiranga e diagnóstico da qualidade atual da água e dos sedimentos de mananciais da RMSP com vistas ao gerenciamento do abastecimento
Beneficiário:Carlos Eduardo de Mattos Bicudo
Modalidade de apoio: Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo FAPESP: 13/10314-2 - Comparação da biodiversidade e distribuição das diatomáceas planctônicas, perifíticas e de sedimentos superficiais em seis reservatórios no sul do estado de São Paulo
Beneficiário:Gisele Carolina Marquardt
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Doutorado