Busca avançada
Ano de início
Entree


Da velhice da praça a velhice da roça: revisitando mitos e certezas sobre velhos e familias na cidade e no rural

Texto completo
Autor(es):
Adriana de Oliveira Alcantara
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Campinas, SP.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Guita Grin Debert; Alda Britto da Motta; Benedita Edina da Silva Lima; Neusa Maria Mendes de Gusmão; Olga Rodrigues de Moraes Von Simson
Orientador: Guita Grin Debert
Resumo

A questão central desta pesquisa foi saber como as trocas intergeracionais de apoio familiar se configuravam em unidades domésticas, compostas de, pelo menos, três gerações, no meio rural e urbano, levando em conta a oposição cunhada por Camarano entre "família de idosos", em que o chefe da unidade doméstica é o idoso, e "família com idosos", em que o idoso é parente do chefe. Com base em etnografias realizadas em Fortaleza (CE) e no Distrito de Jordão (Sobral-CE), o trabalho aponta as singularidades do processo de envelhecimento nesses dois contextos. A descrição do cotidiano de tais famílias, dos significados atribuídos às relações entre gerações e do impacto das transformações acarretadas pelo direito à aposentadoria exige uma revisão de determinadas convenções, pois as experiências aqui trazidas revelam-se de tal modo heterogêneas, que bloqueiam a tentativa de padronizar seja a família, seja a velhice. (AU)

Processo FAPESP: 06/58454-3 - Familia e velhice: revisitando mitos e certezas.
Beneficiário:Adriana de Oliveira Alcântara
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado