Busca avançada
Ano de início
Entree

Antônio Carlos de Araújo Silva

CV Lattes ResearcherID ORCID


Universidade de São Paulo (USP). Escola de Comunicações e Artes (ECA)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Diretor teatral, professor, curador e pesquisador. Graduado em Artes Cênicas com habilitação em Teoria do Teatro (1988) e Direção Teatral (1990), Mestrado em Teatro (2002) e Doutorado em Artes (2008), todos pela Universidade de São Paulo (USP). É professor do Departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) desde 1998, onde leciona na Graduação (Direção Teatral e Performance), e também no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (Área de concentração: Teoria e Prática do Teatro. Linha de Pesquisa: Texto e Cena). É diretor artístico do Teatro da Vertigem, com o qual encenou os seguintes espetáculos: O Paraíso Perdido (1992); O Livro de Jó (1995); Apocalipse 1,11 (2000); BR-3 (2006); História de Amor: Últimos Capítulos (2007); a ópera Dido e Enéas (2008); Bom Retiro 958 metros (2012), a ópera Orfeo ed Euridice (2012), Dire ce qu'on ne pense pas dans des langues qu'on ne parle pas (2014); A Última Palavra é a Penúltima 2.0 (2014), Patronato 999 metros (2015), a performance Marcha à Ré (2020), entre outros. Ganhador da Fellowship of the Americas (1996-1997), concedida pelo Kennedy Center for the Performing Arts, Washington, D.C. Em 2013 ministrou cursos como professor visitante na Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM) e na Universidad Autónoma de Nuevo León (UANL), no México. Em 2012 realizou residência artística no VRAC/L'Escaut, no âmbito do International Arts Festival Europalia, em Bruxelas, e atuou como professor visitante na Maestría Interdisciplinaria de Teatro y Artes Vivas, na Universidade Nacional da Colômbia. Em 2011 foi convidado como professor visitante para ministrar curso de Mestrado na Universidade Paris 8, na França, e na Summer School da RITS Arts School, na Bélgica. Recebeu o prêmio Golden Medal (Medalha de Ouro) de Melhor Espetáculo para a peça BR-3, na Quadrienal de Praga 2011. No biênio 2010-2011, foi convidado como professor visitante para ministrar curso de Mestrado no MA International Performance Research (MAIPR), no âmbito do Programa Erasmus Mundus, na Universidade de Amsterdam, na Holanda. Em 2009, foi convidado como professor visitante para ministrar cursos no Departamento de Estudos Teatrais da Universidade de Giessen, na Alemanha; no Centro de Especialización Teatral, em La Paz, Bolívia; e na Association de Recherche des Traditions de l'Acteur (ARTA), em Paris, França. Foi professor do Departamento de Artes Cênicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), de 1995 a 1998. Responsável pela criação e implantação do Núcleo de Direção Teatral da Escola Livre de Teatro de Santo André (ELT). É diretor artístico e co-idealizador da Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp). Publicou, em 2011, o livro A Gênese da Vertigem: o processo de criação de O Paraíso Perdido (Editora Perspectiva) e foi co-organizador do livro Próximo Ato: Teatro de Grupo (Itaú Cultural). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Encenação, atuando principalmente nas seguintes áreas: processo de criação, direção teatral, espaço cênico, performance e intervenção urbana, encenação contemporânea, processo colaborativo e curadoria em artes cênicas. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 02/07/2022
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Teatro do real


Publicado em 11 de novembro de 2015 - Pesquisa FAPESP. O Grupo Vertigem utiliza espaços inusitados de São Paulo para apresentar suas peças. O diretor artístico do grupo Antônio Araújo e o dramaturgo Luis Alberto de Abreu contam como se deu o processo de união do teatro à pesquisa de linguagem aplicada aos movimentos dos atores influenciado pelos estudos de mecânica clássica.

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: