Busca avançada
Ano de início
Entree


Desenvolvimento e validação de método analítico por CLAE-UV-DAD para quantificação e análise sazonal de derivados galoilquínicos nas folhas de Copaifera langsdorffii

Texto completo
Autor(es):
Erick Vicente da Silva Motta
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (PCARP/BC)
Data de defesa:
Membros da banca:
Jairo Kenupp Bastos; Alberto Jose Cavalheiro; Jonas Augusto Rizzato Paschoal
Orientador: Jairo Kenupp Bastos
Resumo

Copaifera langsdorffii (Fabaceae, Caesalpinioideae), conhecida popularmente como \"copaíba\", \"copaibeira\" ou \"pau d\'óleo\", é uma árvore de grande porte que se encontra amplamente distribuída pelo Brasil, desde a floresta amazônica até a vegetação do cerrado. A oleorresina, constituída principalmente por sesquiterpenos e diterpenos, é utilizada na medicina popular no tratamento de desordens infecciosas e inflamatórias. Por outro lado, estudos sobre suas folhas, as quais são constituídas majoritariamente por flavonoides e derivados galoilquínicos, são escassos. Assim, foi proposto o isolamento de marcadores químicos, desenvolvimento e validação de método analítico por CLAE-UV-DAD, bem como o estudo sazonal. O extrato bruto obtido das folhas foi particionado com solventes de polaridade crescente: diclorometano, acetato de etila e n-butanol. As frações em n-butanol e aquosa apresentaram, majoritariamente, compostos polares, dentre os quais se destacaram os derivados galoilquínicos. Para isolamento desses compostos utilizaram-se a cromatografia de permeação em gel de Sephadex LH-20 e a cromatografia líquida de alta eficiência preparativa. Nas análises por CLAE-UV-DAD empregou-se coluna analítica Synergi Polar-RP (100 mm x 3,0 mm, 2,5 ?m) e fase móvel composta por ácido fórmico-água (0,1:99,9, solvente A) e isopropanol- metanol-acetonitrila (0,5:4:6, solvente B). O gradiente de eluição foi A:B (90:10 para 85:15) em 8,33 minutos, seguido por A:B (85:15 para 64:36) até 29,17 minutos, utilizando vazão de 0,68 mL/min. Os estudos de sazonalidade foram realizados com 10 acessos de C. langsdorffii cultivados no Sítio Beija-Flor (Cajuru/SP). A partir da fração aquosa foram isolados e identificados 16 derivados galoilquínicos: ácido 5\'-O-metil-3-Ogaloilquínico (AGQ-1), ácido 5\'\'-O-metil-3,4-di-O-galoilquínico (AGQ-2), ácido 5\',5\'\'-di-Ometil- 3,4-di-O-galoilquínico (AGQ-3), ácido 3,4-di-O-galoilquínico (AGQ-4), ácido 5\'\'-Ometil- 3,5-di-O-galoilquínico (AGQ-5), ácido 5\'-O-metil-3,5-di-O-galoilquínico (AGQ-6), ácido 5\'-O-metil-3,4-di-O-galoilquínico (AGQ-7), ácido 5\',5\'\'-di-O-metil-3,5-di-Ogaloilquínico (AGQ-8), ácido 5\',5\'\'-di-O-metil-4,5-di-O-galoilquínico (AGQ-9), ácido 3,5-di- O-galoilquínico (AGQ-10), ácido 4,5-di-O-galoilquínico (AGQ-11), ácido 5\'-O-metil-4,5-di- O-galoilquínico (AGQ-12), ácido 5\'\'-O-metil-4,5-di-O-galoilquínico (AGQ-13), ácido 3,4,5- tri-O-galoilquínico (AGQ-14), ácido 5\'\'-O-metil-3,4,5-tri-O-galoilquínico (AGQ-15), ácido 5\',5\'\',5\'\'\'-tri-O-metil-3,4,5-tri-O-galoilquínico (AGQ-16). Além disso, por meio das análises realizadas por CLAE-EM foi possível constatar a presença de outros 10 derivados galoilquínicos: ácido 3-O-galoilquínico, ácido 4-O-galoilquínico, ácido 5-O-galoilquínico, ácido 5\'-O-metil-4-O-galoilquínico, ácido 5\'-O-metil-5-O-galoilquínico, ácido 5\'-O-metil- 3,4,5-tri-O-galoilquínico, ácido 5\'\'\'-O-metil-3,4,5-tri-O-galoilquínico, ácido 5\',5\'\'-di-Ometil- 3,4,5-tri-O-galoilquínico, ácido 5\',5\'\'\'-di-O-metil-3,4,5-tri-O-galoilquínico, ácido 5\'\',5\'\'\'-di-O-metil-3,4,5-tri-O-galoilquínico. O método analítico mostrou-se adequado para quantificação de nove derivados galoilquínicos (AGQ-1, AGQ-5, AGQ-6, AGQ-7, AGQ-8, AGQ-9, AGQ-10, AGQ-15, AGQ-16) e dois flavonoides, quercitrina e afzelina, frente aos parâmetros seletividade, linearidade, sensibilidade, precisão e exatidão. Por meio de análise estatística multivariada dos estudos sazonais concluiu-se que os acessos apresentaram perfis químicos qualitativos e quantitativos semelhantes nas coletas isoladas e perfis quantitativos diferentes ao longo dos meses. (AU)

Processo FAPESP: 12/01336-0 - Desenvolvimento de método analítico por cromatografia líquida de alta eficiência para quantificação de galoilquínicos nas folhas de Copaifera langsdorffii Desf. e sua aplicação na análise sazonal.
Beneficiário:Erick Vicente da Silva Motta
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Mestrado