Busca avançada
Ano de início
Entree


Inclusão de glicerina bruta em substituição parcial ao milho na dieta de ovinos

Texto completo
Autor(es):
Daniel Montanher Polizel
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Piracicaba.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALA/BC)
Data de defesa:
Membros da banca:
Ivanete Susin; Evandro Maia Ferreira; Maria Claudia Araripe Sucupira
Orientador: Ivanete Susin
Resumo

Os efeitos do fornecimento de dietas contendo glicerina bruta foram avaliados em quatro experimentos com ovinos de diferentes categorias. Experimento 1: Quarenta cordeiros foram usados para avaliar os efeitos da inclusão de glicerina bruta sobre o desempenho, as características de carcaça e da carne e a concentração de enzimas hepáticas. As rações experimentais foram isonitrogenadas, sendo que o ajuste proteico foi realizado pela inclusão de ureia e farelo de soja. Os teores de inclusão de glicerina bruta foram: 0, 5, 10 ou 15% na MS. A adição de glicerina bruta causou efeito quadrático no CMS, CFDN, CPB, GMD e peso final. A inclusão de glicerina causou efeito quadrático para peso corporal ao abate, PCQ e PCF. Foi observado efeito quadrático para os ácidos graxos mirístico, palmítico, palmitoleico, linoleico e rumênico. A glicerina bruta demonstrou ser um bom substituto do milho em dietas com alto teor de concentrado, melhorando o desempenho e as características da carcaça dos animais quando incluída até 10% na MS. Experimento 2: Cinquenta cordeiros(as) foram usados para avaliar os efeitos da inclusão de glicerina bruta em rações com alta proporção de concentrado, sobre o desempenho, características de carcaça e parâmetros enzimáticos. As rações experimentais foram isonitrogenadas, sendo o ajuste proteico realizado pela inclusão de farelo de soja. Os teores de inclusão de glicerina bruta foram: 0, 5, 10, 15 e 20% na MS. A inclusão de glicerina bruta não afetou as variáveis de desempenho analisadas. Houve apenas efeito linear para o CMM. A glicerina bruta pode substituir o milho em até 20%, mantendo o desempenho dos animais e as características de carcaça. Experimento 3: Cinco borregos canulados no rúmen foram utilizados para avaliar os efeitos da glicerina bruta sobre os parâmetros ruminais, a digestibilidade das dietas e o metabolismo de nitrogênio. As dietas foram isonitrogenadas e os teores de inclusão de glicerina bruta foram: 0, 5, 10, 15 ou 20% na MS. Houve redução linear na ingestão de FDN e aumento linear na ingestão de MM. Houve efeito linear crescente para a digestibilidade da MS e MO. A inclusão de glicerina bruta causou redução linear no acetato, relação C2:C3, AGCC total, e aumento linear no pH ruminal. A glicerina bruta pode substituir até 20% do milho em dietas de borregos, melhorando a digestibilidade da MS e MO. Experimento 4: Cento e dezoito ovelhas com 90 dias de prenhez foram utilizadas para avaliar a inclusão de glicerina bruta em dietas de gestação e lactação. Os teores de inclusão foram 0 ou 10%. Da segunda a oitava semana foi mensurado o CMS e produção de leite das ovelhas e a ingestão de concentrado inicial dos cordeiros. A inclusão de glicerina bruta aumentou o CMM e reduziu a porcentagem de gordura no leite. A adição da glicerina bruta na dieta das ovelhas diminuiu a concentração sérica de AGNE. A inclusão de 10% de glicerina bruta na dieta de ovelhas durante a gestação e lactação não prejudica o desempenho dos animais e reduz a possibilidade de ocorrência de toxemia da gestação. (AU)

Processo FAPESP: 11/14964-6 - Efeito da inclusão de glicerina bruta em substituição parcial ao milho sobre o desempenho, características da carcaça e da carne e digestibilidade das dietas de cordeiros alimentados com alta proporção de concentrado
Beneficiário:Daniel Montanher Polizel
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Mestrado