Busca avançada
Ano de início
Entree


Suscetibilidade magnética para a estimativa de atributos do solo e mapeamento de áreas sob cultivo de cana-de-açúcar

Texto completo
Autor(es):
Diego Silva Siqueira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Jaboticabal. 2014-06-11.
Instituição: Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Jaboticabal
Data de defesa:
Orientador: José Marques Júnior; Gener Tadeu Pereira
Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial da suscetibilidade magnética para estimar atributos do solo e mapear áreas de manejo especifico para a cultura da cana-de-açúcar. Dois experimentos foram realizados. No primeiro, foram amostrados 50 pontos de forma aleatória em uma área de 2 ha, na profundidade de 0,00 – 0,20 m. Foi construída uma curva de calibração para converter as leituras das amostras de solo feitas na balança em medidas de suscetibilidade magnética. A suscetibilidade magnética medida por uma balança analítica teve uma correlação de 0,58 com o teor de argila, -0,75 com o teor de matéria orgânica, 0,41 com a saturação por bases e 0,82 com o teor de hematita do solo na profundidade 0,00 – 0,20 m. A análise estatística multivariada dos componentes principais mostrou que a suscetibilidade magnética explica 10,69% da variância do conjunto de atributos do solo estudados. No segundo experimento, foram retiradas aleatoriamente (grade irregular) 110 amostras em uma área de 770 ha em duas profundidades, 0,00-0,20 m e 0,20- 0,40 m, para avaliação dos atributos granulométricos, químicos e da suscetibilidade magnética do solo. Foram avaliados os atributos da cana-de-açúcar em 32 subáreas. A dependência espacial dos atributos foi estimada por meio do semivariograma, semivariograma escalonado e correlação dos mapas de distribuição espacial. Os resultados mostram que a suscetibilidade magnética apresentou um erro 33 a 50% menor do que a outros atributos físicos e químicos do solo na delimitação dos limites para áreas de manejo específico para cana-de-açúcar. Além disso, a suscetibilidade magnética teve correlação espacial significativa com os atributos físicos e químicos do solo e os atributos da cana-de-açúcar, podendo ser utilizada para auxiliar no mapeamento de áreas de manejo especifico para a cultura da cana-de-açúcar (AU)

Processo FAPESP: 08/07693-3 - Caracterização do solo utilizando técnicas geomorfologicas e classificação númerica
Beneficiário:Diego Silva Siqueira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado