Busca avançada
Ano de início
Entree


Rios Vermelhos: perspectivas e posições de sujeito em torno da noção de \'cabano\' na Amazônia em meados de 1835

Texto completo
Autor(es):
Leandro Mahalem de Lima
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/SBD)
Data de defesa:
Membros da banca:
Marta Rosa Amoroso; Mark Harris; John Manuel Monteiro
Orientador: Marta Rosa Amoroso
Resumo

Esta pesquisa situa-se na interface entre os estudos antropológicos e historiográficos acerca da Amazônia brasileira, e pretende se utilizar de métodos e perspectivas de ambas as disciplinas. Seu objetivo é produzir uma interpretação sobre do complexo de eventos belicosos ocorridos em tal região em meados da década de 1830, que se convencionou denominar em sua totalidade como a cabanagem. Este estudo fundamenta-se em fontes primárias: documentação oficial, relatos de viajantes, literatura e análises da época, mapas históricos, entre outros. Com base em tais fontes e no pensamento sobre o tema pretende-se aqui, primeiramente, demonstrar que a noção de cabano, que posteriormente passou a caracterizar a totalidade das disputas e a perspectiva dos rebeldes, era operante no período. Assim, o primeiro esforço da pesquisa é situar tal noção em seus sentidos e usos na própria época. Defende-se aqui que o cabano não parte de um ou múltiplos coletivos de agentes autoidentificados como tais, mas sim de seus próprios contrários e antagonistas, autoidentificados como legalistas, que se consideravam a si mesmos os representantes dos homens de bem, da civilização e da humanidade. Cabano, em seu uso na época, era uma expressão pejorativa, forjada para caracterizar a unidade dos contrários da legalidade, passíveis de serem legitimamente exterminados, capturados para trabalhos forçados, ou expulsos de suas próprias terras. Deste modo, o primeiro objetivo deste trabalho é descrever e detalhar a produção de tal estratégia dirigida contra todos aqueles que estavam fora do pacto da legalidade, no território amazônico. E o segundo, é tentar situar e discorrer sobre quem eram, como se auto-identificavam e o que pretendiam os ditos cabanos, neste amplo complexo de confrontações armadas que abrangeu toda a Amazônia brasileira da época. (AU)

Processo FAPESP: 04/11385-1 - Rios vermelhos: politica, revolucao e guerra na amazonia brasileira na decada de trinta do seculo xix. cabanagem revisitada: a questao indigena
Beneficiário:Leandro Mahalem de Lima
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado