Busca avançada
Ano de início
Entree


Identificação de novos alvos do fator de transcrição POD1/TCF21 em culturas de células de tumores humanos.

Texto completo
Autor(es):
Barbara dos Santos Passaia
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas (ICB/SDI)
Data de defesa:
Membros da banca:
Claudimara Ferini Pacicco Lotfi; Vanessa Morais Freitas; Emilia Modolo Pinto; Ericka Barbosa Trarbach
Orientador: Claudimara Ferini Pacicco Lotfi
Resumo

O fator esteroidogênico 1 (SF1/NR5A1) e o receptor homólogo de fígado (LRH1/NR5A2) são fatores de transcrição importantes na regulação da esteroidogênese, nas adrenais e nas gônadas, respectivamente. SF1/NR5A1 e LRH1/NR5A2 podem ser regulados por vários fatores, dentre eles o fator de transcrição do tipo bHLH, TCF21. TCF21 é capaz de inibir a expressão endógena de SF1/NR5A1 e das enzimas esteroidogênicas através da ligação no sítio E-box do promotor de SF1/NR5A1 de culturas de células de carcinomas adrenocorticais humanos e culturas normais de adrenais de rato. No entanto, em células de hepatocarcinomas, TCF21 promove o aumento da expressão gênica de LRH1/NR5A2 através da ligação na região promotora de SHP, um regulador negativo de LRH1. TCF21 está menos expresso em tumores carcinomas adrenocorticais do que em adenomas. Além disso, a expressão combinada dos genes TCF21-BUB1B e TCF21-SF1 tem valor de prognóstico, respectivamente, em tumores adrenocorticais de pacientes adultos e pediátricos. Em conjunto, esses dados sugerem que TCF21 pode ter um amplo papel como regulador da transcrição em células tumorais. Nesse estudo tivemos como hipótese que a identificação de outros alvos controlados por TCF21 poderiam contribuir no entendimento do seu papel e importância nas células tumorais. Foi utilizado o método de ChIP-Seq para identificação de prováveis 70 sequencias-alvo de TCF21 em células modificadas para superexpressar TCF21 em linhagem de células de carcinoma adrenocortical, células H295R pCMVMycTCF21. As cinco sequencias mais frequentes identificadas foram as dos genes PRDM7, CNTNAP2, CACNA1B, PTPRN2 e KCNE1B. Resultados para validação por qRT-PCR mostraram que TCF21 regula positivamente a expressão de PRDM7 e CNTNAP2 e negativamente a expressão de CACNA1B. Em carcinomas adultos e pediátricos a expressão de CACNA1B, que codifica para o canal de cálcio Ca v2.2, está mais elevada em comparação aos adenomas. No entanto, esse aumento não está relacionado com a sobrevida geral em tumores adultos. Além disso, o bloqueio seletivo de Ca v2.2 em células H295R e em células de carcinoma adrenocortical adulto, ACC-T227, não alterou a viabilidade celular. A falta de relação com sobrevida geral e a manutenção da viabilidade celular após bloqueio de Ca v2.2 sugere que pode haver um efeito ainda não detectado do controle de TCF21 sobre Ca v2.2 e canais de cálcio em tumores adrenocorticais. A análise da relação dos alvos de TCF21 observadas nas amostras de hepatocarcinoma de pacientes, utilizando os dados do The Cancer Genome Atlas Program (TCGA) e validação em células HepG2, mostraram que TCF21 diminui a expressão genica de ATP10A e aumenta da expressão de PTPRN2 in vitro. Nossos resultados sugerem que a expressão de CACNA1B / canal Ca v2.2 pode ter valor diferencial e ser importante na tumorigênese adrenocortical em pacientes adultos e pediátricos, mas novas abordagens e estudos são necessários. (AU)

Processo FAPESP: 16/12381-7 - Identificação de novos alvos do fator de transcrição POD1/TCF21 em culturas de células de tumores humanos
Beneficiário:Barbara dos Santos Passaia
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Doutorado