Busca avançada
Ano de início
Entree


Perfil transcriptômico das áreas miofibroblásticas centradas em vias aéreas como potencial biomarcador das pneumonias intersticiais bronquiolocêntricas: abordagem transicional para diagnóstico molecular

Texto completo
Autor(es):
Sabrina Setembre Batah
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (PCARP/BC)
Data de defesa:
Membros da banca:
Alexandre Todorovic Fabro; Lina Carvalho; Claudia dos Santos
Orientador: Alexandre Todorovic Fabro
Resumo

As doenças pulmonares intersticiais são um grande grupo heterogêneo de distúrbios que causam remodelamento do interstício pulmonar com diferentes padrões de lesão. Dentre esses padrões, destaca-se a pneumonite intersticial bronquiolocêntrica, a qual é definida por um remodelamento fibrótico predominantemente bronquiolocêntrico, relacionado a diferentes etiologias, como microaspiração crônica (ASP) de conteúdo alimentar/gástrico e pneumonite de hipersensibilidade (PH) por antígenos inalados. Apesar da causa inicial da lesão diferir entre estas etiologias, muitas vezes os achados clínicos, radiológicos e histopatológicos não permitem um diagnóstico etiológico preciso, afetando drasticamente no manejo e prognóstico desses pacientes. Desta forma, este projeto estudou o perfil molecular das áreas de lesão, onde o mecanismo específico inicial está presente, afim de validar biomarcadores para o diagnóstico translacional. Para isto, uma minuciosa análise dos dados clínicos e radiológicos e histopatológicos foi realizada, além do transcriptoma do tecido pulmonar de pacientes com ASP e PH. A integração dos dados com o perfil transcriptômico dos pacientes evidenciou alguns clusters gênicos relacionados à específicos processos fisiopatológicos de cada etiologia, destacando uma up-expressão de genes relacionados à colágeno e proteção das células epiteliais bronquiolares no grupo ASP. Ademais, os dados apresentados demostraram, para estes pacientes, uma maior lesão fibrosante com extenso remodelamento parenquimatoso com quadro pulmonar restritivo e pior prognóstico. Assim, a microaspiração crônica do conteúdo oral/gástrico pode modificar o perfil transcriptômico, sendo responsável pelo pior quadro fibrosante. Estas descobertas possibilitam uma melhor acurácia diagnóstica para o tratamento específico da ASP e PH, possibilitando um melhor manejo clínico. (AU)

Processo FAPESP: 19/19591-5 - Perfil transcriptômico das áreas miofibroblásticas centradas em vias aéreas como potencial biomarcador das pneumonias intersticiais bronquiolocêntricas
Beneficiário:Sabrina Setembre Batah
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Mestrado