Busca avançada
Ano de início
Entree


Afetividade e subjetividade: a construção de sentidos na educação de jovens e adultos

Texto completo
Autor(es):
Daniela Gobbo Donadon
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Campinas, SP.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Educação
Data de defesa:
Membros da banca:
Sergio Antonio da Silva Leite; Sandra Fernandes Leite; Nima Imaculada Spigolon; Wanda Maria Junqueira de Aguiar; Adriana Alves Fernandes Costa; Elvira Cristina Martins Tassoni
Orientador: Sergio Antonio da Silva Leite
Resumo

Esta pesquisa, desenvolvida entre os anos de 2015 a 2020, financiada pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, processo no 2015/05237-4), propôs-se a estudar como os impactos afetivos produzidos por práticas pedagógicas da EJA (Educação de Jovens e Adultos) são internalizados nas zonas de sentido, construindo novos significados e modificando a identidade subjetiva de estudantes adultos em processo de alfabetização. O trabalho de pesquisa neste campo foi iniciado durante a graduação, com IC (Iniciação Científica) e TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), e aprofundado no mestrado; tais pesquisas foram desenvolvidas na Faculdade de Educação da UNICAMP, ambas com financiamento da FAPESP. No doutorado, a pesquisa identificou a repercussão da construção de novos sentidos e significados decorrentes do processo de inserção nas práticas sociais de leitura e escrita, resultando em novas constituições subjetivas para adultos. Tomou por base a teoria histórico-cultural, pautando-se em dois conceitos importantes de Vigotski (1998) ¿ sentidos e significados ¿ delineando uma compreensão da forma como a afetividade integra-se ao processo de desenvolvimento humano, principalmente na construção dos sentidos, individuais e únicos para cada pessoa, constitutivos da sua identidade subjetiva, impactando nos significados, socialmente compartilhados. Pautou-se, ainda, nas contribuições de Wallon (1968) para o estudo da dimensão afetiva humana. A coleta de dados foi baseada na metodologia qualitativa, com a realização de entrevistas e com o procedimento de autoscopia, no qual o sujeito confrontou-se com sua imagem videogravada e foi incentivado, pela pesquisadora, a verbalizar sobre os sentimentos vivenciados na situação em tela, gerando os dados primários. Tais dados foram transcritos e agrupados em núcleos de significação, identificando os diversos sentidos construídos pelos sujeitos no processo vivenciado. A pesquisa discutiu como a construção de novos sentidos e significados, para adultos em processo de alfabetização, resulta em uma compreensão de si como sujeitos ativos e capazes, tornando-os fatores potenciais de transformação em suas comunidades. O estudo afirma sua relevância social por corroborar com concepções que defendem a EJA como instrumento de mudança de uma realidade social injusta (AU)

Processo FAPESP: 15/05237-4 - Afetividade e subjetividade: a construção de sentidos na educação de jovens e adultos
Beneficiário:Daniela Gobbo Donadon Gazoli
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado