Busca avançada
Ano de início
Entree


Plante de lá, que vendo de cá : habilidades e temporalidades entre produtores de açaí e feirantes da Região Metropolitana de Belém

Texto completo
Autor(es):
Luciana Almeida Wilm
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Noemi Sakiara Miyasaka Porro; Verena Sevá Nogueira; Célia Regina Tomiko Futemma; Mauro Willian Barbosa de Almeida
Orientador: Nashieli Cecília Rangel Loera
Resumo

A tese propõe a análise do movimento realizado pelos produtores rurais da região de ilhas em Belém do Pará no contexto da produção do açaí, item básico da alimentação nesta região. Proponho registrar etnograficamente o curso desses trabalhadores elegendo como ponto de partida a Feira do Açaí, principal entreposto comercial para a venda do fruto in natura em Belém. Ao partir da feira indo até às ilhas da região metropolitana busco mapear parte da circulação, categorias de trabalho e os vínculos produzidos entre feirantes e produtores que criam diferentes estratégias de sobrevivência, formas de lidar com múltiplas temporalidades e espacialidades que relacionam fatores ambientais, climáticos e culturais do seu cotidiano e que estão em constante trânsito e construção de habilidades relacionadas ao consumo, venda e produção de açaí. Assim o contato com o fruto proporciona a manutenção de práticas e vínculos sociais que ultrapassam as questões econômicas nas quais estão envolvidas e organiza uma série de encontros, trocas e experiências que privilegiam o conhecimento e desejo pelo fruto (AU)

Processo FAPESP: 13/20800-1 - Plante de lá, que vendo de cá: habilidades, circulação e alianças entre produtores e feirantes na região metropolitana de Belém
Beneficiário:Luciana Almeida Wilm
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado