Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação dos mecanismos bioquímicos, celulares e moleculares na cicatrização de lesões cutâneas em ratos utilizando cremes à base de extrato hidroalcoólico e óleo-resina de Copaifera langsdorffii

Texto completo
Autor(es):
Lucas Fernando Sérgio Gushiken
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Botucatu. 2017-03-29.
Instituição: Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Biociências. Botucatu
Data de defesa:
Orientador: Cláudia Helena Pellizzon; Ariane Leite Rozza
Resumo

A pele é fundamental para manter a integridade do organismo e a descontinuidade desse sistema promove o mecanismo cicatricial, processo fisiológico que pode ser dividido em fase inflamatória, proliferativa e de remodelamento. As lesões cutâneas têm grande importância no investimento de recursos públicos devido à possibilidade de algum tipo de deficiência física ou até mesmo levar à morte. A Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae) é uma árvore que, segundo conhecimento popular, apresenta atividades anti-inflamatória, antimicrobiana e de cicatrização de feridas. Sendo assim, o projeto teve por objetivo investigar o potencial cicatrizante dos cremes à base de extrato hidroalcoólico das folhas (10% EH) ou óleo-resina das cascas (10% OR) de Copaifera langsdorffii em feridas cutâneas de ratos e os mecanismos envolvidos. Ratos Wistar machos foram randomicamente divididos em quatro grupos experimentais (n = 8): creme base lanette (controle negativo - veículo), creme Collagenase 1.2 UI (controle positivo), cremes 10% EH ou 10% OR. Os animais foram submetidos à anestesia e indução da lesão dorsal de 2 cm de diâmetro. As lesões foram tratadas uma vez por dia e tiveram a área medida durante 3, 7 e 14 dias. Após a eutanásia, a região da ferida foi destinada a análises moleculares, histológicas, imunohistoquímicas e determinação de atividade anti-inflamatória local. Nossos resultados mostram o potencial cicatricial dos tratamentos 10% EH e 10% OR, com a significativa retração das lesões comparadas ao grupo Lanette. Os tratamentos à base de copaíba apresentaram atividade anti-inflamatória, com redução de citocinas pró-inflamatórias e aumento da citocina anti-inflamatória IL-10. Os resultados moleculares e imunohistoquímicos mostraram a atividade dos tratamentos 10% EH e 10% OR nos mecanismos de proliferação celular, angiogênese estimulada por VEGF, reepitelização mediada por EGF, MMP-2 e MMP-9, retração da lesão estimulada pelo MIF e remodelação das fibras colágenas. Desse modo, os tratamentos 10% EH e 10% OR apresentaram grande potencial na cicatrização de lesões cutâneas, com resultados melhores que o fármaco de referência na de proliferação, angiogênese e retração da lesão e apresentando resultados semelhantes ao fármaco na reepitelização e remodelamento de matriz, demonstrando potencial na cicatrização de lesões de pele. (AU)

Processo FAPESP: 14/23684-5 - Avaliação dos mecanismos celulares e moleculares na cicatrização de lesões cutâneas utilizando cremes à base de extrato hidroalcoólico e óleo-resina de Copaifera langsdorffii
Beneficiário:Lucas Fernando Sérgio Gushiken
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado