Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação da expressão hepática de microRNAs relacionados ao metabolismo lipídico na prole de camundongos com obesidade induzida por dieta

Texto completo
Autor(es):
Rafaela Benatti Oliveira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Campinas, SP.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Aplicadas
Data de defesa:
Membros da banca:
Adriana Souza Torsoni; Rodrigo Ferreira de Moura; Vanessa Cristina Arantes
Orientador: Adriana Souza Torsoni
Resumo

O consumo materno de uma dieta rica em gordura (HFD) durante a gestação e lactação está intimamente relacionada ao acúmulo de lipídios no fígado, a resistência à insulina e ao aumento de citocinas no soro, na prole jovem e na idade adulta. MicroRNAs (miRNAs) têm sido relacionados com a biossíntese do colesterol e no metabolismo dos ácidos graxos. Nós avaliamos a modulação da síntese hepática de ácidos graxos (de novo), as vias da beta-oxidação e a expressão dos microRNAs miR-122 e miR -370 em prole recém desmamados (d28) de mães alimentadas com HFD (grupo HFD-O) ou ração padrão (grupo SC-O) durante a gestação e lactação. Comparado com os camundongos SC-O, os camundongos HFD-O apresentaram um maior peso corpóreo, maior massa de tecido adiposo e eram intolerantes à glicose e insulina. HFD-O camundongos também apresentaram níveis séricos elevados de colesterol, triglicérides, ácidos graxos não esterificados e maior fosforilação hepática de IKK e JNK em comparação com camundongos SC-O. Os níveis das proteínas FAS, ACC e HMGCR foram semelhantes entre os camundongos HFD-O e SC-O, enquanto os níveis de RNAm e proteína da SCD1 foram mais abundantes nos camundongos HFD-O comparados com camundongos SC-O. Curiosamente, a expressão de RNAm de genes relacionados com a ?-oxidação, como a ACADVL CPT1 estavam diminuídos em camundongos HFD-O. Embora não observamos uma diferença nos níveis de HNF4? hepáticas, a expressão de miR -122 estava diminuída, e a expressão de miR-370 estava aumentada em HFD-O em comparação com camundongos SC-O. Alterações no metabolismo lipídico hepático foram acompanhados pelo aumento da deposição de triglicerídes em camundongos HFD-O. Em conjunto, os nossos resultados sugerem fortemente que o consumo materno de HFD afeta precocemente o metabolismo lipídico da prole de camundongos através da modulação da expressão de genes e miRNAs relacionados com a ?-oxidação hepática e que podem contribuir para as alterações metabólicas na vida adulta (AU)

Processo FAPESP: 11/13947-0 - Avaliação da expressão hepática de microRNAs relacionados ao metabolismo lipídico na prole de camundongos com obesidade induzida por dieta
Beneficiário:Rafaela Benatti de Oliveira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado