Busca avançada
Ano de início
Entree

Poder e palavra: discursos, contendas e direito de Padroado no bispado mineiro (1748-1764)

Processo: 05/51990-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Carlos de Almeida Prado Bacellar
Beneficiário:Patrícia Ferreira dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Clero   Igreja   Minas Gerais

Resumo

O presente projeto pretende analisar os discursos que D. Frei Manoel da Cruz (1748-1764), primeiro bispo de Mariana, dirigia aos párocos e à população, manifestando preocupação em controlar sua vida social. As visitações eclesiásticas às localidades do bispado estavam em conformidade com as determinações da Santa Sé em contexto de Reforma Católica. A Metrópole Portuguesa, por sua vez se beneficiaria da autoridade da Igreja para legitimar seus projetos políticos na colônia. A criação dos bispados estaria relacionada, a um projeto de estabilização, e os bispos seriam os principais propagadores do modelo de fidelidade cristã, que para este momento, também implicava fidelidade a el-rei. Recorrendo às Cartas Pastorais e às Atas das Visitas Episcopais realizadas, obrigatoriamente, por Bispos e visitadores, em todas as localidades do Bispado, conforme as determinações do Concilio de Trento (1545-1563)1, buscaremos demonstrar que, apesar de evidenciar-se um projeto político e evangelizador para as Minas, a sintonia administrativa era gravemente abalada por inúmeras querelas, registradas entre o bispo D. Frei Manoel da Cruz e altos representantes do poder, como o ouvidor Caetano da Costa Matoso, além de contendas envolvendo o Juiz de Fora, o Senado da Câmara e o próprio cabido metropolitano, no período de seu governo episcopal. Documentadas em cartas e representações contra o bispo dirigidas ao Conselho Ultramarino de Lisboa, as contendas expressam claro conflito jurisdicional entre as referidas autoridades. Através desta proposta, buscaremos compreender a natureza das imposições sociais emanadas do discurso oficial, estudando o projeto de evangelização e controle social das Minas, e analisando as diferentes formas de relações sociais estabelecidas, tanto entre autoridades e população, como também dentro do próprio círculo de poder destes representantes oficiais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Patrícia Ferreira dos. Poder e palavra: discursos, contendas e direito de padroado em Mariana (1748-1764). 2007. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.