Busca avançada
Ano de início
Entree

Formação de fases e caracterização de cerâmicas sinterizadas por fluxo viscoso

Processo: 02/05944-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2002
Vigência (Término): 31 de agosto de 2004
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Márcio Raymundo Morelli
Beneficiário:Claudia Gibertoni
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Cerâmica (materiais cerâmicos)   Sinterização

Resumo

Este projeto busca estudar a formação de fases e caracterizar cerâmicas sinterizadas por fluxo viscoso. Um melhor entendimento desse mecanismo tem sua importância por estar presente na fabricação de cerâmicas vitrificadas, tais como o grês porcelanato. Devido às suas características, o grês atualmente é motivo de atenção tanto de produtores como de pesquisadores, que procuram otimizar suas propriedades. Dessa maneira, compreender o desenvolvimento microestrutural e as fases presentes nesse material é fundamental. O objetivo é avaliar as transformações físico-químicas pelas quais passa cada matéria prima que pertence à composição do grês, analisar o seu desenvolvimento microestrutural e estabelecer correlações entre as fases formadas pela composição com a formação das fases de cada matéria prima presente na massa inicial. Com a finalidade de se relacionar as fases iniciais da microestrutura com possíveis reações entre os componentes da massa, principalmente devido à elevada quantidade de fase líquida em alta temperatura, pretende-se substituir a matéria prima fundente por uma fase vítrea previamente obtida e avaliar o produto resultante. Para tanto, será adotada uma composição padrão de grês, procurando-se manter o processamento convencional utilizado durante sua fabricação, e além da caracterização física, química e microestrutural, o método de Rietveld deverá ser empregado para o acompanhamento fundamental da formação de fases. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)