Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação dos fatores genéticos determinantes da reatividade aguda e da predisposição à carcinogênese empregando modelo de linhagens de camundongo fenotipicamente selecionadas

Processo: 06/03396-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 20 de janeiro de 2007
Vigência (Término): 19 de junho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunogenética
Pesquisador responsável:Francisca Vorraro
Beneficiário:Francisca Vorraro
Anfitrião: Tommaso A. Dragani
Instituição-sede: Pessoa Física
Local de pesquisa: Istituto Nazionale per lo Studio e la Cura dei Tumori, Itália  
Assunto(s):Transformação celular neoplásica   Regulação da expressão gênica   Resposta imune

Resumo

Duas linhagens não isogênicas de camundongos fenotipicamente selecionadas para máxima (AIRmax) ou mínima (AIRmin) capacidade de resposta inflamatória aguda (AIR) apresentam susceptibilidade diferencial à carcinogênese química no pulmão e na pele. A linhagem AIRmax é resistente enquanto a AIRmin é susceptível, havendo várias indicações de que ocorra regulação genética compartilhada entre os fenótipos da reatividade inflamatória aguda e da predisposição aos processos de carcinogênese química. Nossa proposta consiste em identificar os QTL (Quantitative Trait Loci) onde se localizam os genes que regulam as variações de resposta inflamatória aguda nas linhagens AIRmax e AIRmin para investigar o provável envolvimento destes em processos neoplásicos. Para tanto, realizaremos o rastreamento completo do genoma destes animais e o mapeamento de regiões cromossômicas candidatas, empregando um vasto painel de marcadores genéticos de polimorfismo do tipo SNPs (single nucleotide polymorphisms) em ensaios de cosegregação. Utilizaremos nova metodologia de genotipagem avaliando a freqüência gênica em pools de material genético em microarrays (SNP-MaP SNP Microarray and Pooling), que permite a análise paralela de milhares de SNPs em grande número de indivíduos de forma extremamente rápida, econômica e mais precisa em relação às metodologias convencionais. Tais tecnologias automatizadas serão utilizadas sob a supervisão do Dr. Tommaso Dragani diretor da Unidade de Herança Poligênica do Istituto Nazionale Tumori de Milão, laboratório com o qual mantemos colaboração. A realização desta etapa inicial é crucial para o êxito do mapeamento dos QTL nas linhagens AIR e para o desenvolvimento futuro do projeto, pois possibilitará a posterior caracterização funcional dos genes, assim candidatados, em ensaios e testes in vitro e in vivo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)