Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo familiar de anormalidades cerebrais no transtorno bipolar

Processo: 09/02282-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 03 de setembro de 2009
Vigência (Término): 02 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Jorge Henna Neto
Beneficiário:Jorge Henna Neto
Pesquisador Anfitrião: Jair de Campos Soares
Instituição Sede: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Texas Health Science Center at Houston (UTHealth), Estados Unidos  
Assunto(s):Transtorno bipolar   Família (psicologia)   Genética
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bipolar Disorder Mri | Brain Imaging | Family | Genetics | Mrs | Pathophysiology | Psiquaitria

Resumo

Nossa proposta será examinar a hereditariedade das anormalidades cerebrais especificas presentes nos indivíduos com Transtorno Bipolar. Tentaremos identificar fenótipos específicos de imagens cerebrais que possam indicar marcadores da vulnerabilidade da doença. Os dois achados mais consistentes replicados de estudos de imagem com ressonância magnética (MRI) e ressonância magnética por espectroscopia (MRS) em bipolares são alargamento de amídala e redução dos níveis de N-acetyl Aspartate (NAA) em córtex dorsolateral prefrontal cortex (PFC). Nossa hipótese e que tais anormalidades são marcadores característicos da doença e que eles podem também ser encontrados em gêmeos não afetados de bipolares. Examinaremos se ha genes específicos relacionados com o desenvolvimento cerebral que confeririam vulnerabilidade para as identificadas anormalidades cerebrais. Recrutaremos um grupo de 40 indivíduos com transtorno bipolar tipo I e 40 gêmeos não afetados entre 18-75 anos, masculinos e femininos. O estudo será conduzido por 2 anos. Pacientes bipolares, seus irmãos e indivíduos saudáveis sem historia familiar de doença psiquiátrica serão pareados por idade, gênero, nível educacional e raça. Pacientes serão diagnosticados segundo o DSM IV-R. Uma MRI/MRS será conduzido em um 1.5T Phillips MR scanner. Medidas morfométricas de regiões cerebrais especificas envolvidas na regulação emocional (cortex sub-genual prefrontal , dorsolateral prefrontal cortex, and amygdala), assim como as medidas neuroquímicas dos níveis de NAA no córtex dorsolateral pré-frontal serão obtidas. Esse trabalho tem o potencial de verificar a possível hereditariedade das anormalidades anatômicas e neuroquímicas que estão possivelmente envolvidas na fisiopatologia do transtorno bipolar. Nossos resultados poderão contribuir para a identificação de marcadores característicos relacionados a vulnerabilidade dessa doença, pode eventualmente auxiliar na identificação de grupos e subgrupos especificos de indivíduos que possuam alto risco de desenvolver a doença e poderia ser de beneficio para direcionarmos mais intervenções focadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)