Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do envolvimento da hipertensao arterial sobre a formacao neointimal apos angioplastia de carotida em ratos.

Processo: 97/05169-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 1997
Vigência (Término): 31 de julho de 1998
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Jurandir Joao Dalle Lucca
Beneficiário:Jurandir Joao Dalle Lucca
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neointima   Ratos endogâmicos SHR

Resumo

As doenças cardiovasculares associadas ao processo aterosclerótico são responsáveis por mais de 70% da mortalidade observada nas sociedades desenvolvidas. O evento celular mais proeminente na patogênese da aterosclerose é a proliferação e migração de células musculares lisas (CML) presentes na camada média arterial, que ao atingirem a camada intimal passam a se proliferar e a secretar componentes da matriz extracelular. O modelo animal mais freqüentemente utilizado para o estudo da proliferação de CML corresponde à angioplastia de carótida de ratos por cateter balão. A utilização desse modelo animal permitiu a identificação de Vários fatores que participam na ativação e proliferação de CML. A hipertensão é um potente promotor da aterosclerose, podendo influenciar diversos aspectos do desenvolvimento da placa aterosclerótica, dentre os quais destacamos a proliferação de CML e o acúmulo de componentes de matriz extracelular na íntima e espaço subintimal arterial. Ratos espontaneamente hipertensos apresentam várias alterações funcionais na musculatura lisa vascular, dentre as quais o estado hiper-polarizado das CML aórticas que pode estar associado à diminuição da formação da camada neointima observada após angioplastia da aorta de SHR. Os SHR apresentam também um dismetabolismo de vitamina D. Pouco se sabe sobre os efeitos da vitamina D sobre a proliferação celular, mas acredita-se que a administração crônica de vitamina D resulte em inibição da proliferação em várias linhagens celulares. O objetivo desse projeto é de estudar a formação da camada neointimal em SHR, assim como, determinar a participação da hipertensão e os efeitos do tratamento crônico da vitamina D sobre a formação da camada neointimal e o potencial de membrana da artéria carótida. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)