Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação do volume e diâmetro atrial esquerdo obtido pela ecocardiografia e pela ressonância magnética em pacientes com e sem Doença Arterial Coronária

Processo: 08/57260-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Jeane Mike Tsutsui
Beneficiário:Bruno Berbert Rosa
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença da artéria coronariana   Átrios do coração   Ressonância magnética   Ecocardiografia   Estudo comparativo

Resumo

Em pacientes com doença arterial coronária, tem sido demonstrado que a isquemia miocárdica ou infarto miocárdico produzem dilatação do átrio esquerdo, aumento da pré-carga atrial esquerda e aumento da fração de esvaziamento pelo efeito de Frank-Starling, que serve para manter o volume sistólico apesar da redução da função sistólica. O tamanho do átrio esquerdo é considerado um marcador de severidade e cronicidade de disfunção sistólica e diastólica e um indicador que de aumento da pressão atrial esquerda. Vários estudos têm demonstrado que o aumento do átrio esquerdo, medido pela ecocardiografia, está associado com eventos cardiovasculares adversos, incluindo acidente vascular cerebral, fibrilação atrial, insuficiência cardíaca e morte. A ressonância magnética cardíaca (RMC) é uma técnica que vem sendo amplamente utilizada e permite a avaliação não-invasiva de pacientes com doença arterial coronária, com boa resolução temporal e espacial da motilidade segmentar. Não há relatos de comparação da medida de parâmetros de tamanho do átrio esquerdo pela ecocardiografia e RMC em pacientes com doença arterial coronária. Assim, os objetivos desse estudo são: 1. Comparar a volume atrial esquerdo obtido pela ecocardiografia transtorácica e pela RMC em pacientes com e sem doença arterial coronária angiograficamente significativa. 2. Correlacionar os parâmetros de tamanho atrial esquerdo obtidos pela ecocardiografia e RMC com a função sistólica e diastólica nesse grupo de pacientes. Os parâmetros do tamanho atrial esquerdo a serem analisados serão: diâmetro ântero-posterior do átrio esquerdo indexado pela superfície corpórea e diâmetro médio-lateral do átrio esquerdo indexado pela superfície corpórea. As funções sistólica e diastólica do ventrículo esquerdo serão realizadas de acordo com as recomendações da Sociedade Americana de Ecocardiografia. Para os parâmetros de tamanho do átrio esquerdo, será estudada a concordância entre a ecocardiografia e RMC, utilizando-se o modelo de Lin e o de Bland & Altman. A correlação entre os parâmetros do átrio esquerdo e função sistólica e diastólica do ventrículo esquerdo será feita pelos testes de Pearson e Spearman e pelo índice de Kappa, quando adequado. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)