Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo neuropsicológico de fatores associados à resiliência e vulnerabilidade para o transtorno de estresse pós-traumático

Processo: 09/01358-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Rodrigo Affonseca Bressan
Beneficiário:Mariana Kneese Flaks
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/15039-0 - Transtorno do estresse pós-traumático: epidemiologia, fisiopatologia e tratamento, AP.TEM
Assunto(s):Vulnerabilidade   Transtornos de estresse pós-traumáticos   Neuropsicologia   Cognição

Resumo

O Transtorno de Estresse Pós-traumático (TEPT) é uma doença que acomete grande número de pessoas, causando enorme sofrimento e incapacitação funcional e ocupacional. O TEPT está vinculado à exposição a um evento traumático e assume proporções importantes no Brasil devido à presença de altos índices de violência urbana. As taxas de TEPT encontradas no estudo epidemiológico do Projeto Temático, ao qual este estudo está vinculado, foram extremamente elevadas (~ 26% ao longo da vida e 9,7% ao ano, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro).O TEPT é um modelo de patologia ideal para investigação da interação gene-ambiente, pois somente uma parte das pessoas expostas a eventos traumáticos desenvolve a doença. Atualmente, é enfatizado enfoque quanto à identificação de fatores de risco e proteção (resiliência) para o surgimento do TEPT, visando o desenvolvimento de tratamento e medidas preventivas. Apesar da literatura apresentar dados demonstrando prejuízos cognitivos, quanto às funções atencionais, mnêmicas e de aprendizagem associados ao TEPT, existem poucos estudos avaliando fatores relacionados à predisposição ou proteção para o desenvolvimento de TEPT com base no perfil cognitivo.Este estudo tem como objetivo identificar perfis neuropsicológicos associados a fatores relacionados à resiliência e vulnerabilidade para a ocorrência do TEPT. Neste sentido, vamos comparar a cognição de 4 grupos de sujeitos: 1) com TEPT (vulneráveis), 2) com TEPT sub-clínico (fenótipo intermediário), 3) expostos a vivências traumáticas que não desenvolveram TEPT (resilientes), 4) não expostos a vivências traumáticas (controles). Estes sujeitos estão sendo identificados no Projeto Temático: "Transtorno do Estresse Pós-traumático: epidemiologia, fisiopatologia e tratamento", apresentado à FAPESP (Processo 2004/15039-0) a partir da amostra epidemiológica realizada na cidade de São Paulo. Todos os grupos serão pareados por idade, sexo e nível educacional. No contexto do Projeto Temático, a caracterização neuropsicológica desses grupos permitirá a avaliação de correlações entre as funções cognitivas relacionadas a proteção ou predisposição para o desenvolvimento do TEPT e alterações neuro-estruturais, medidas de neuroimagem molecular de transportadores de dopamina e alterações genéticas subjacentes ao desenvolvimento ou não deste transtorno.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FLAKS, MARIANA K.; MALTA, STELLA M.; ALMEIDA, PRISCILA P.; BUENO, ORLANDO F. A.; PUPO, MARIANA C.; ANDREOLI, SERGIO B.; MELLO, MARCELO F.; LACERDA, ACIOLY L. T.; MARI, JAIR J.; BRESSAN, RODRIGO A.. Attentional and executive functions are differentially affected by post-traumatic stress disorder and trauma. JOURNAL OF PSYCHIATRIC RESEARCH, v. 48, n. 1, p. 32-39, . (09/01358-0, 04/15039-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.