Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da adição de gordura protegida na dieta de novilhas Nelore no estabelecimento da puberdade e no período pós-parto

Processo: 10/01921-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Guilherme de Paula Nogueira
Beneficiário:Juliana Stephani de Souza
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Gado Nelore   Leptina   Endocrinologia   Puberdade
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Ciclicidade pós parto | Gordura protegida | Leptina | Nelore | Puberdade | Endocrinologia

Resumo

Este trabalho tem objetivo de verificar se a administração de gordura protegida após a desmama interfere na idade á primeira ovulação em novilhas Nelore (Bos taurus indicus). Foram utilizadas 30 novilhas Nelore com 9 meses de idade, nascidas em intervalos próximos (máximo de 30 dias de diferença) e submetidas a tratamentos nutricionais buscando diminuir a idade a puberdade. As novilhas foram divididas em 3 grupos com 10 animais cada e submetidas a tratamentos com ou sem adição de gordura protegida (sais de cálcio de ácidos graxos de cadeia longa, Megalac-E®) : Grupo Controle (n=10), 2kg de ração misturados com bagaço de cana, 500g de milho moído mais 200g da mesma ração por animal (usada como palatabilizante). Grupo Gordura (n=10), 2kg de ração misturados com bagaço de cana, 200g de gordura protegida (Megalac-E) mais 200g da mesma ração por animal (usada como palatabilizante). Grupo Excesso (n=10), 2kg de ração misturados com bagaço de cana, 500g de milho moído mais 200g da mesma ração (usada como palatabilizante) mais 200g de gordura protegida por animal. As três dietas foram calculadas pelo modelo de requerimento de energia metabolizável para manutenção e crescimento de animais de corte do NRC®. Para posterior avaliação dos efeitos da gordura na ciclicidade pós-parto, as novilhas serão divididas em dois grupos aleatórios (n=14): grupo controle sem adição de gordura na ração e grupo com adição de gordura na ração (200 g/novilha /dia), tratadas nos 60 dias finais da gestação.Antes de se iniciar o exame com ultra-sonografia transretal e coleta de sangue, os animais serão treinados e acostumados a permanecer no tronco de contenção. Os ovários serão examinados sempre pelo mesmo operador usando um aparelho de GE Logic 100 (General Electric) equipado com um transdutor linear 5 MHz. O exame ovariano será conduzido diariamente durante a fase de adaptação e continuará a cada 4 dias dos 9° ao 16° mês de idade e diariamente por 17 dias durante o 9°, 11° , 13°, 15° mês de idade, para o acompanhamento de ondas de crescimento folicular em diferentes períodos durante a maturação sexual. O mesmo procedimento de avaliação folicular realizado no experimento 1 também será realizado no experimento 2, mas a cada 24hs no período pós-parto da segunda semana até a ovulação e inseminação ao final do cio, para acompanhamento da atividade ovariana dos animais (primíparas) neste período.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)