Busca avançada
Ano de início
Entree

Possível participação das junções abertas e conexinas nos neurônios do nts e do vlm nas respostas à ativação do quimiorreflexo periférico e nas alterações autonômicas e respiratórias observadas em ratos submetidos à hipóxia crônica intermitente

Processo: 09/09496-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Benedito Honorio Machado
Beneficiário:Mirela Barros Dias
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Conexinas   Quimiorreflexo

Resumo

O quimiorreflexo é um importante mecanismo neural envolvido no controle respiratório, cardiovascular e comportamental em situações de hipóxia. Estudos anatômicos e funcionais indicam que é no núcleo do trato solitário (NTS) onde ocorrem as primeiras sinapses das aferências dos quimiorreceptores periféricos e que projeções do NTS para a superfície ventrolateral do bulbo (VLM) representam o substrato neuroanatômico correspondente às vias simpato-excitatória e ventilatória do quimiorreflexo. Pouco se sabe sobre os mecanismos e neurotransmissores/neuromoduladores envolvidos com o processamento do componente ventilatório e simpato-excitatório do quimiorreflexo no NTS e VLM, e a hipótese de que as junções abertas ("gap junctions") e conexinas participam da modulação do quimiorreflexo periférico nunca foi testada. Dessa forma, com o presente projeto pretendemos desvendar aspectos importantes do processamento central do quimiorreflexo. Os resultados dos experimentos propostos serão importantes para o melhor entendimento desse reflexo que se constitui num dos principais elementos mantenedores da homeostase cardiovascular e respiratória. A estimulação frequente dos quimiorreceptores periféricos pode ser feita por meio da hipóxia crônica intermitente (HCI), a qual resulta em diversas alterações no sistema autonômico e respiratório. No presente projeto, também será investigada a hipótese de que as junções abertas estão envolvidas com as alterações observadas no sistema respiratório e autonômico simpático de ratos submetidos à HCI. Os resultados a serem obtidos contribuirão para o melhor entendimento do processamento das vias neurais envolvidas na geração e modulação das atividades respiratória e simpática em situações fisiopatológicas, como é o caso da HCI. Esses experimentos serão realizados na preparação coração-tronco cerebral isolados, a qual tem sido usada com muito sucesso no nosso laboratório e certamente contribuirão para o avanço das fronteiras nessa área do conhecimento.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)