Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliacao da eficacia bactericida no reprocessamento das sondas de uso unico para vitrectomia posterior.

Processo: 07/59805-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Kazuko Uchikawa Graziano
Beneficiário:Valéria Garcia Lopes Araújo
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vitrectomia

Resumo

Justificativa: A infecção tem sido considerada como um dos marcadores evidentes da inadequação dos procedimentos assistenciais. A incorporação da biotecnologia de alto custo na manufatura de materiais de uso único tem onerado o preço final do produto, com conseqüente descompasso entre a fonte pagadora da assistência e o custo desses materiais, induzindo para a prática do reuso destes. A presente investigação propõe explorar os riscos do reuso das sondas de vitrectomia posterior, praticado por várias unidades oftalmológicas no Brasil, que por motivo imperioso de ordem financeira tornou-se inevitável. Objetivo: Avaliar a eficácia bactericida das sondas para vitrectomia posterior, após sua contaminação desafio e seu reprocessamento por meio do óxido de etileno. Material e método: Unidades amostrais da sonda para vitrectomia posterior, comercializadas como sendo de uso único, serão contaminadas, sob fluxo laminar, com suspensão de Serratia marcescens (ATCC14756 -105-6 UFC/mL) acrescida de 10% de sangue desfibrinado de carneiro. Aproximadamente 6 mL de solução contaminante serão injetados em cada uma das três extensões de cada sonda e, também, na 'caneta' do instrumento, a fim de preencher totalmente os seus lumens. Com uma compressa embebida com a mesma solução contaminante, toda a superfície externa da sonda será friccionada. Seqüencialmente, proceder-se-á a limpeza manual das sondas, seguindo-se a limpeza automatizada em lavadora ultra-sônica com retro-fluxo, durante 10 minutos a uma temperatura de 40°C, utilizando detergente enzimático. Após a esterilização em óxido de etileno, cada uma das três extensões será segmentada em porções de aproximadamente 5cm e inoculadas diretamente em tubos de ensaio contendo Caldo Tríptico de Soja (TSB) e incubados a 37 DC por 21 dias, com leitura diária da turvação do meio. Relevância: Esta pesquisa pretende subsidiar uma prática assistencial segura e ética, apesar da crença de que reusar materiais comercializados como sendo de uso único não deva ser política de Instituição alguma. Esforços devem ser envidados para que esta prática deixe de existir, buscando preços acessíveis para os materiais de uso único, a fim de que eles sejam tratados como tal e, ao mesmo tempo, um justo pagamento pelos financiadores da saúde, especialmente dos setores públicos, às Instituições de assistência à saúde, visando â cobertura dos custos dos procedimentos assistenciais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)