Busca avançada
Ano de início
Entree

Analise do potencial das celulas de schwann cultivadas e tratadas com o pedf na recuperacao do comportamento motor de ratos submetidos ao trauma da medula espinal pelo impactor

Processo: 07/00541-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Gerson Chadi
Beneficiário:Juliana Prado Costa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Traumatismos da medula espinal   Medula espinhal   Células de Schwann   Neurônios motores

Resumo

A lesão medular provoca mudanças celulares e moleculares que resultam em uma lesão secundária a qual impede o crescimento e a regeneração axonal. As células de Schwann (CS) secretam fatores neurotróficos os quais estimulam o crescimento de fibras nervosas e auxiliam na manutenção de neurônios lesados, devido a esta função podem ser usadas na tentativa de melhorar a recuperação motora e promover regeneração e remielinização dos axônios. O tratamento com as CS necessita ser combinado com outros fatores que forneçam condições favoráveis à inoculação destas células. O PEDF (Fator Derivado do Epitélio Pigmentado) é um fator neurotrófico presente na maioria das regiões do Sistema Nervoso que possui funções tróficas e neuroprotetoras aos neurônios motores da medula espinal. CS serão cultivadas a partir de fragmentos de nervos ciáticos de ratos Wistar adultos os quais serão submetidos à lesão medular contusa de intensidade moderada no 10° ou 11° segmento torácico através de um equipamento denominado NYU Impactor. As CS tratadas ou não com o PEDF serão inoculadas no epicentro da lesão. A análise comportamental será realizada nos animais 24, 72 horas e posteriormente 1, 2, 3 e 4 semanas após a cirurgia, através de testes motores e comportamentais específicos. Ainda será avaliado o funcionamento da bexiga urinária.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)