Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da resistência a Ivermectina de um isolado de Haemonchus contortus obtido de ovinos

Processo: 08/57505-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Helmintologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Alessandro Francisco Talamini Do Amarante
Beneficiário:Keila Carolina de Ornellas Dutka Garcia
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Haemonchus   Parasitose animal   Ovinocultura   Ivermectina   Resistência a medicamentos

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar a eficácia da ivermectina em um isolado de Haemonchus contortus, que apresenta histórico de resistência anti-helmíntica e que vem sendo utilizado em vários estudos realizados em Botucatu e em outros Centros de Pesquisa. Os parasitas que sobreviverem ao tratamento (resistentes) serão estocados para serem utilizados em estudos futuros destinados a caracterizar os mecanismos genéticos envolvidos na resistência. Para isso serão utilizados 12 cordeiros de três meses da raça Santa Inês que serão infectados artificialmente por via oral, com 4000 larvas infectantes (L3) de H. contortus e separados em dois grupos, contendo seis animais cada. O Grupo 1 será o controle sem tratamento e o Grupo 2 será tratado com ivermectina (200 ?g/kg, Ivomec®, Merial). A via de administração e a dosagem serão realizadas de acordo com as recomendações do fabricante. Amostras de fezes serão coletadas no dia do tratamento, três, sete, 10 e 14 dias após, para a realização de contagem de ovos por gramas de fezes (OPG) e cultura de fezes para a identificação das larvas. Os animais serão sacrificados 14 dias após o tratamento para obtenção e quantificação dos vermes presentes no abomaso. A porcentagem de eficácia do tratamento será calculada a partir da média aritmética do número total de vermes do grupo tratado em relação ao número médio de parasitas registrado no grupo controle. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)