Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do oleo essencial de citrus aurantium l. na cicatrizacao de ulceras gastricas induzidas por acido acetico em ratos wistar de meia idade

Processo: 08/55419-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:Clélia Akiko Hiruma Lima
Beneficiário:Celi Macedo Polo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Citrus aurantium   Ratos   Meia idade   Plantas medicinais

Resumo

O aumento da expectativa de vida da população brasileira, assim como da mundial, tem despertado grande preocupação de todos os setores governamentais, com destaque e saúde desta população, cada vez mais velha. Os efeitos da idade sobre o organismo estão relacionados ao aumento da ingestão de medicamentos danosos à mucosa gástrica e duodenal, além da diminuição de fatores de proteção da mucosa, que promove o surgimento de úlceras pépticas. O objetivo do projeto é avaliar morfologicamente a cicatrização de úlceras induzidas por ácido acético em ratos Wistar machos de meia-idade (12 meses), usando-se, como opção terapêutica, o óleo essencial de Citrus aurantium L. (OEC). Esta avaliação da ação cicatrizante do OEC será também comparada com a ação antiúlcera em animais jovens. Até o presente, observamos que macroscopicamente o OEC tem a mesma ação cicatrizante na mucosa gástrica nas duas faixas etárias (p<0,05), com reduções significativas na área de lesão após o período de tratamento em relação aos animais tratados somente com o veículo. Em animais jovens não foi observada sinais de toxicidade pela administração do OEC durante 14 dias, mas no presente estudo, os animais de meia idade do grupo tratados com OEC apresentaram aumento significativo (p<0,05) nos pesos do fígado e rins. Para concluirmos o estudo, são necessárias maiores análises que poderão esclarecer as diferenças encontradas entre as duas faixas etárias e contribuir com o conhecimento fisiopatológico do processo ulceroso em animais jovens e de meia idade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)