Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da influência de andrógenos de presas na dosagem de metabólitos fecais de testosterona de machos de suindara (Tyto alba)

Processo: 07/08026-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:José Maurício Barbanti Duarte
Beneficiário:Tatiana Dangelo Souza e Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia veterinária   Esteroides fecais   Excreção animal   Estresse em animal   Androgênios   Dieta animal

Resumo

Atualmente muitos pesquisadores empregam métodos não-invasivos de determinação de metabólitos esteroidais nas excretas para estudos relacionados à endocrinologia reprodutiva e monitoramento do estresse em espécies selvagens. Apesar de sua incontestável aplicabilidade na investigação endócrina, diversos autores ressaltam a importância de se considerar diferentes fatores de interferência na interpretação dos resultados hormonais (p.e. ritmos circadianos e circanuais, status social, etc.). No entanto, a influência dos esteróides das presas sobre as dosagens dos metabólitos esteroidais fecais dos predadores não foi ainda avaliada, e como as presas são muitas vezes engolidas inteiras por algumas espécies carnívoras (incluindo gônadas e adrenais), existe a possibilidade de que conclusões equivocadas sobre a endocrinologia destes predadores sejam tomadas. Por essa razão, o presente estudo visa avaliar se andrógenos de camundongos influenciam ou não as mensurações dos metabólitos de testosterona em amostras fecais de machos de suindara (Tyto alba). Para tanto, serão coletadas amostras fecais diárias de quatro machos adultos de suindara que receberão como alimento camundongos adultos, sendo que nos primeiros sete dias duas corujas serão alimentadas com camundongos machos e as outras duas com camundongos fêmea, invertendo a alimentação nos sete dias subseqüentes. Por fim, os metabólitos fecais de testosterona serão extraídos e posteriormente quantificados por testes imunoenzimáticos (EIA), com a finalidade de identificar possíveis alterações nos níveis esteroidais fecais causadas pelas mudanças na dieta.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)