Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento fisico resistido no controle autonomico da circulacao e na funcao cardiaca em um modelo experimental de diabetes.

Processo: 07/53861-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Maria Claudia Costa Irigoyen
Beneficiário:Ruymar Cardoso Junior
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Pressão sanguínea   Treinamento de força   Função cardíaca

Resumo

Indivíduos com DM apresentam 2 a 4 vezes mais risco de doenças cardiovasculares do que não-diabéticos. Por outro lado, o exercício dinâmico, juntamente com a dieta e o tratamento farmacológico, tem sido considerado como uma das 3 principais abordagens no tratamento do DM. O DM por estreptozotocina (STZ) tem sido utilizado por muitos investigadores inclusive pelo nosso grupo, no estudo dos efeitos benéficos do treinamento físico dinâmico (10 semanas em esteira ergométrica). As adaptações do sistema cardiovascular ao treinamento físico dependem do componente predominante da atividade física ser estático ou dinâmico. Várias são as evidências que comprovam os benefícios dos exercícios aeróbios e dinâmicos sobre as disfunções cardiovasculares. Os possíveis benefícios do treinamento físico dinâmico no controle reflexo da circulação e na função cardíaca de ratos diabéticos tem sido extensivamente estudado, inclusive em nosso laboratório No entanto, os efeitos do uso de exercícios resistidos ou de força permanecem poucos esclarecidos. Exercício resistido é caracterizado por atividades nas quais são realizadas contrações musculares esqueléticas voluntárias contra uma determinada resistência, (peso do corpo, pesos livres ou equipamentos)." Embora possa induzir melhoras músculo-esqueléticas, os efeitos cardiovasculares deste tipo de treinamento foram pouco estudados, principalmente em diabéticos. Portanto, nesse projeto estudaremos os efeitos do treinamento físico resistido (baixa intensidade) nas alterações cardiovasculares de ratos diabéticos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)