Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do efeito da poluição do ar nos atendimentos de emergência por arritmia cardíaca e hipertensão arterial no pronto-socorro do Instituto do Coração (InCor)-HCFMUSP

Processo: 06/61166-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2007
Vigência (Término): 31 de março de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Ubiratan de Paula Santos
Beneficiário:Gabriel Braga e Braga
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Arritmias cardíacas   Hipertensão   Poluição do ar   Poluentes do ar   Doenças cardiovasculares

Resumo

Objetivos: A exposição à poluição do ar tem sido associada a um aumento no número de admissões hospitalares e mortalidade em estudos de série temporal. Este estudo visa avaliar a relação entre poluentes do ar e consultas ao serviço de emergência de um hospital de cardiologia devido a crises hipertensivas e arritmias cardíacas. Material e Métodos: A partir dos dados do Instituto do Coração da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Incor), serão selecionadas as visitas ao pronto socorro, de Janeiro de 1998 a Dezembro de 2005 devido à arritmia CID 10:I45 - I49 e hipertensão (CID 10:I10 - I15) em todas as faixas etárias. Dados diários de SO2, CO, NO2, O3, e PM10, de Janeiro de 1998 até Dezembro de 2005 serão obtidos junto a Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Variáveis meteorológicas serão obtidas junto ao Instituto de Astronomia Geofísica e Ciências Atmosféricas. Para estimar os efeitos dos poluentes atmosféricos no número diário de atendimentos por arritmia e hipertensão serão utilizados dois modelos de análise: inicialmente serão utilizados modelos lineares generalizados de regressão de Poisson, controlando-se para sazonalidades de longa e curta duração e para variáveis meteorológicas. A segunda abordagem será a utilização de modelos "case-crossover". Em nossas análises adotaremos basicamente três modelos: no primeiro, o dia caso será comparado com exposições em dias do mesmo mês com o mesmo valor de temperatura do dia considerado caso, controlando-se para dias da semana. A sazonalidade, meteorologia e outras co-variáveis que apresentam variação gradual serão controladas pelo pareamento. No segundo modelo a exposição do dia caso será comparada com exposições no mesmo dia da semana e, no terceiro modelo com as exposições que ocorrem a cada três dias. Os resultados serão expressos como aumentos percentuais no número diário de visitas de pronto-socorro por arritmia e hipertensão devido a aumentos de um interquartil (a diferença entre o terceiro e o primeiro quartis) nas concentrações dos poluentes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)