Busca avançada
Ano de início
Entree

Posição filogenética de linhagens de Phyllobothriidae (Eucestoda: Tetraphyllidea) parasitas de raias de água doce da família Potamotrygonidae (Chondrichthyies: Myliobatoidei) baseada em otimização direta de dados moleculares

Processo: 09/00886-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Fernando Portella de Luna Marques
Beneficiário:Denis Jacob Machado
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia molecular   Biogeografia   Parasitologia   Helmintologia   Biodiversidade   Análise cladística   Raias

Resumo

As raias de água doce Neotropicais são os únicos membros de Batoidea restritos aos sistemas fluviais. Este grupo de elasmobrâquios, que hoje é representado por aproximadamente 20 espécies válidas, possui uma fauna de parasitas, predominantemente tetrafilídeos (Platyhelminthes: Eucestoda), que apresenta linhagens herdadas de seus ancestrais marinhos, bem como elementos (i.e., gêneros) que aparentemente divergiram e se diversificaram após a colonização dos ambientes fluviais da América do Sul. Estes helmintos têm sido empregados em estudos que visam traçar a história biogeográfica de seus hospedeiros e suas relações com elasmobrânquios marinhos. Nesta última década, nosso conhecimento sobre a fauna do tetrafilídeos parasitas de potamotrigonídeos tem avançado consideravelmente. Estes avanços evidenciam que as relações de parentesco das linhagens de tetrafilídeos ainda são pouco conhecidas e que os estudos efetuados até o momento utilizando esses helmintos como fonte de informação para elucidar a história de derivação desses elasmobrânquios é inadequada. Para que dados parasitológicos possam ser incorporados em estudos de associação histórica, é necessário que as linhagens sejam bem definidas e que suas posições filogenéticas sejam conhecidas dentro de Tetraphylidea. Neste contexto, a presente proposta visa identificar a posição filogenética de quatro gêneros de filobotriídeos parasitas de potamotrigonídeos utilizando dados moleculares (18S e 28S rDNA). Destes, Rhinebothrium Linton, 1889 e Anindobothrium Marques, Brooks & Lasso, 2001 possuem congêneres encontrados em elasmobrâquios marinhos ao passo que membros de Rhinebothroides Mayes, Brooks & Thorson, 1981 e Nandocestus Reyda, 2008 são exlusivos de potamotrigonídeos. Objetiva-se neste projeto acessar pela primeira vez a posição filogenética de Anindobothrium e Nandocestus, e a validade de Rhinebothroides, uma vez que este último gênero aparenta ser um clado inserido no conceito atual de Rhinebothrium.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)