Busca avançada
Ano de início
Entree

Mídia impressa e discurso jurídico: ressonâncias dialógicas

Processo: 09/16902-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Pesquisador responsável:Elisabeth Brait
Beneficiário:Maria Helena Cruz Pistori
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PRPG). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mídia impressa   Argumentação

Resumo

Este projeto tem o objetivo primeiro de verificar empiricamente como o discurso jornalístico dialoga com o jurídico. Parte da constatação, analisada em tese de doutorado, de que o discurso jurídico utiliza-se da mídia - "porta-voz da opinião pública" -, como argumento do processo judicial. A análise toma como corpus o primeiro ano do processo judicial que julgou os acusados pelo assassinato de um índio pataxó, em Brasília, em 20 de abril de 1997 (processo no. 17.901/97) e as matérias sobre o caso publicadas nos jornais Correio Braziliense e Folha de S. Paulo, no mesmo período. Como fundamentação teórica, a pesquisa utiliza a análise dialógica do discurso, de inspiração nas obras do Círculo de Bakhtin. A finalidade do trabalho é a compreensão mais profunda tanto da relação e possíveis ressonâncias dialógicas entre um e outro discurso, como dos próprios discursos, que se identificam na interação verbal imediata e na mais ampla, definindo entonações apreciativas e valorações em conflito. Em última análise, buscam-se as possíveis influências de um discurso sobre o outro, e como os sentidos das enunciações selecionadas, situadas social, política e historicamente, revelam visões de mundo concordantes ou divergentes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)