Busca avançada
Ano de início
Entree

Producao em escala de lychnophora ericoides e anemopegma arvense para repovoamento em reserva particular do patrimonio natural

Processo: 08/57300-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Ana Maria Soares Pereira
Beneficiário:Bianca Maria Campanelli Faccio
Instituição-sede: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Plantas medicinais   Micropropagação vegetal   Extinção   Enraizamento   Cerrado   Banco de sementes

Resumo

A coleta extrativista indiscriminada de plantas medicinais nativas do Cerrado e a dificuldade detectada em alguns trabalhos realizados para a produção in vitro de mudas em larga escala de espécies passíveis de extinção demonstram a necessidade da realização de estudos mais elaborados para evitar a erosão genética. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é a produção de mudas in vitro de L. ericoides e A arvense para o repovoamento de área e conservação em banco de germoplasma ex situ. Para a instalação dos experimentos de enraizamento, serão utilizadas plântulas já estabelecidas e multiplicadas in vitro, que serão inoculadas em meio de cultura MS/2 suplementado com 0,1, 2, 4 e 6 mgL-1 de NAA ou IBA, onde permanecerão por períodos de 5,10,15 e 30 dias. Posteriormente as plântulas serão transferidas para o mesmo meio, sem adição do regulador vegetal. Os experimentos serão instalados em DIC e cada tratamento será constituído 6 repetições e 5 cubetas/parcela. As avaliações serão realizadas quanto a porcentagem de enraizamento, número e comprimento de raiz, comprimento da parte aérea e presença de calos. Após o estabelecimento do protocolo eficiente, será testado em diferentes genótipos conservados in vitro. Todas as plântulas enraizadas serão transferidas para vasos, contendo como substrato solo/areia (1:1) para aclimatização e posteriormente serão transplantadas em área de reserva particular do patrimônio natural, onde serão avaliadas mensalmente por um período de noventa dias quanto a porcentagem de sobrevivência das plantas, Para avaliar a influência do armazenamento e do tempo sobre a viabilidade de sementes de L. ericoides, estas serão acondicionadas em sacos de papel craft e armazenadas em câmara fria e temperatura ambiente por períodos de 30, 60 e 90 dias. Posteriormente, as sementes serão inoculadas in vitro e ex vitro e avaliadas-quanto a porcentagem de germinação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)