Busca avançada
Ano de início
Entree

Seleção assistida por marcadores microssatélites em genótipos de soja resistentes à ferrugem asiática

Processo: 09/14028-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Antonio Orlando Di Mauro
Beneficiário:Silviane de Santiago
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:05/60024-4 - Desenvolvimento de genótipos de soja resistente a doenças, com bons atributos agronômicos e portadores ou não de gene de resistência ao glifosato, AP.TEM
Assunto(s):Phakopsora pachyrhizi   Glycine max

Resumo

A obtenção de genótipos resistentes às principais doenças vem sendo um dos objetivos dos programas de melhoramento de qualquer cultura. No caso da soja, patrógenos como o causador da ferrugem asiática, são preocupantes para o pleno desenvolvimento da cultura, necessitando de medidas de controle eficientes, uma vez que seus danos são tanto do aspecto quantitativo como qualitativo. No entanto, muitas vezes a seleção de genótipos resistentes pode ser dificultada por diversos fatores. As técnicas convencionais de obtenção de genótipos resistentes são laboriosas, demandando tempo e mão-de-obra, podendo, às vezes, ajudar na disseminação do patógeno. Dessa forma, o uso de técnicas moleculares, como a obtenção de marcadores ligados a genes de resistência, tem sido de grande utilidade, facilitando e agilizando o processo de obtenção de variedades resistentes nos programas de melhoramento. Assim, o objetivo do presente projeto será avaliar a eficiência do uso de marcadores microssatélites ligados ao lócus de resistência em genótipos de soja pertencentes ao Programa de Melhoramento da FCAV-UNESP, visando a seleção de futuras variedades resistentes à ferrugem asiática. O experimento será conduzido em Laboratório, onde serão feitas as extrações de DNA e posteriormente as reações de PCR, para cada genótipo da geração F2. Os resultados moleculares serão comparados com as avaliações de reação dos genótipos à ferrugem asiática, previamente efetuadas nas gerações F2 e F3. A partir desses dados serão determinadas a herança do caráter resistência, a segregação dos marcadores microssatélites, assim como a distância entre os marcadores e o lócus de resistência. Todas as análises estatísticas serão efetuadas nos programas Genes e GQmol, através do teste de Qui-quadrado e das análises de co-segregação e estimativas de freqüência de recombinação e distância entre marcadores e lócus de resistência.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)