Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos genotoxicos e neuroquimicos de toxinas de venenos de serpentes em celulas humanas e sinaptosomas de ratos.

Processo: 07/01539-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Andreimar Martins Soares
Beneficiário:Silvana Marcussi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Venenos de serpentes   Bioquímica de proteínas

Resumo

As proteínas de venenos animais apresentam grande potencial biotecnológico podendo agir sobre o sistema de coagulação, plaquetas, sistema imunológico, apoptose celular, mutagênese, neurotoxicidade, citotoxicidade, além de induzir efeitos bactericida, antiparasitário, antifúngico e antiviral, e atuar sobre outros sistemas biológicos. O presente trabalho propõe a realização de experimentos que demonstrem os efeitos de toxinas, previamente isoladas de venenos de serpentes (Bothrops jararacussu e Crotalus durissus terrificus), em ensaios de genotoxicidade em células humanas e sobre sistemas de receptores e transportadores para L-glutamato e GABA, in vitro. O potencial genotóxico das toxinas animais será avaliado através dos testes do micronúcleo, amplamente empregado para a avaliação de danos citogenéticos, e do cometa, utilizado para avaliação de lesões genômicas. Enquanto que, os experimentos neuroquímicos de liberação/captação de [3H]-glutamato e de [3H]-GABA serão realizados em sinaptosomas corticais de cérebros de ratos. Muitos estudos revelaram que os neurotransmissores L-glutamato e GABA estão envolvidos em várias patologias neurodegenerativas, especialmente quando uma alteração na dinâmica da neurotransmissão glutamatérgica ocorre. Toxinas isoladas de venenos de animais, principalmente neurotoxinas, exibem grande afinidade pelo tecido nervoso, o que as credenciam como sondas moleculares no estudo das estruturas envolvidas nas neurotransmissões. A avaliação dos efeitos de diferentes toxinas sobre a recepção e captação de sinais nervosos poderá contribuir para o melhor entendimento dos mecanismos de ação destas e também do funcionamento dos sistemas estudados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)