Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese do fármaco miltefosina e estudo da atividade antichagásica

Processo: 08/08491-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Carlota de Oliveira Rangel Yagui
Beneficiário:Letícia Costa Tomazelli
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Chagas   Síntese   Miltefosina   Micelas
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Doença de Chagas | micelas | Miltefosina | Síntese | Planejamento E Síntese De Fármacos

Resumo

A doença de Chagas atinge uma ampla área na América e é considerada endêmica na região, prejudicando gravemente a saúde dos afetados. O agente causal Trypanosoma cruzi determina quadros clínicos variados, sendo as lesões cardíacas grandes responsáveis pelos altos índices de mortalidade. Não existe, até o presente momento, tratamento específico preventivo ou curativo para a doença de Chagas crônica, sendo os medicamentos atuais úteis apenas na fase aguda e ainda assim com grandes limitações. Numerosas substâncias já foram ensaiadas frente ao T. cruzi, e dentre os fármacos atualmente utilizados, pode-se destacar o nifurtimox e o benznidazol. O fármaco miltefosina apresenta-se como potencial candidado a fármaco para tratamento de tripanossomíases, pois o agente causador desta parasitose partilha traços biológicos comuns ao parasita Leishmania sp. Estudos recentes mostraram altas taxas globais de cura de Leishmanioses com a utilização deste fármaco. O presente projeto visa sintetizar o fármaco miltefosina e estudar sua atividade antichagásica isoladamente e em combinação com o fármaco benznidazol, na forma de preparações micelares. A síntese da miltefosina será realizada empregando-se rota sintética composta por quatro etapas e o composto obtido será caracterizado por técnicas espectrofotométricas (IV e RMN) e determinação da concentração micelar crítica (CMC). Os ensaios de atividade biológica serão realizados frente à forma epimastigota do Trypanosoma cruzi.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)