Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos de uma coenzima Q10 hidrossolúvel sobre a hepatotoxicidade induzida pelo antitumoral cisplatina em células HepG2

Processo: 10/02229-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Maria de Lourdes Pires Bianchi
Beneficiário:Patrícia Furlan
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cisplatino   Citotoxicidade   Genotoxicidade   Vitaminas   Nutrigenômica   Testes para micronúcleos   Antimutagênicos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Antimutagênese | citotoxicidade | Genotoxicidade | Micronúcleos | Nutrigenômica | Vitaminas | Nutrigenômica

Resumo

A cisplatina (cDDP) é um fármaco antineoplásico alquilante empregado no tratamento do câncer. Apesar do seu sucesso na clínica oncológica, o tratamento com a cDDP está associado com graves efeitos tóxicos e, nos protocolos mais agressivos para o tratamento dos tumores, as doses altas de cDDP podem causar hepatotoxicidade, que é observada mesmo em doses baixas nos tratamentos prolongados com este quimioterápico. A hepatotoxicidade é um aspecto menos explorado na quimioterapia com a cDDP, portanto existem poucas informações sobre o seu mecanismo de indução. O estresse oxidativo, com a geração de espécies reativas de oxigênio e a depleção das enzimas antioxidantes endógenas poderiam contribuir no processo de hepatotoxicidade da cDDP. A coenzima Q10 (CoQ10) é uma provitamina sintetizada endogenamente e que está localizada na membrana interna das mitocôndrias. O interesse pela CoQ10 tem aumentado nos últimos anos, principalmente por causa de sua função antioxidante. Esta CoQ10 pode ser encontrada naturalmente em alimentos, sendo também comercializada como suplemento alimentar ou nutracêutico. Estudos recentes demonstraram a importância da CoQ10 na resistência do DNA aos danos oxidativos. Investigações sobre a atividade antioxidante da CoQ10 têm sido limitadas, principalmente pela natureza insolúvel deste agente. Recentemente, uma CoQ10 hidrossolúvel foi formulada no National Research Concil do Canadá, que permite a avaliação dos mecanismos de ação antioxidante desta CoQ10 in vitro. Assim, esta investigação tem o objetivo de avaliar o efeito desta CoQ10 hidrossolúvel sobre a hepatotoxicidade da cDDP em células HepG2, que possuem a maioria das características dos hepatócitos humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)