Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo da manifestacao de sintomas visiveis em plantas bioindicadoras sensiveis, em ambiente poluido por ozonio, na cidade de sao paulo

Processo: 08/57618-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marisa Domingos
Beneficiário:Clarice Sun Duk Kim
Instituição-sede: Instituto de Botânica. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ozônio   Monitoramento biológico

Resumo

O ozônio, componente do smog fotoquímico, tem alto poder oxidativo, sendo muito tóxico aos seres vivos, devido à formação de espécies ativas de oxigênio (EAOs), as quais são muito reativas e danificam moléculas vitais como proteínas, lipídeos e ácidos nucléicos. Espécies vegetais sensíveis a poluentes indutores de estresse oxidativo mostram rapidamente sintomas foliares visíveis a olho nu, como pigmentações, cloroses e/ou necroses, geralmente causados por fortes alterações metabólicas, fisiológicas e estruturais, ou mesmo por morte celular. Plantas com tais características são importantes ferramentas alternativas para monitoramento de riscos impostos pela poluição aérea aos sistemas biológicos, nos grandes centros urbanos. Nicotiana tabacum 'Bel-WS', Ipomoea nil 'Scarlet O'Hara' e Psidium guajava 'Paluma', expostas ao ozônio sob condições experimentais e de campo, geralmente desenvolvem tais sintomas foliares típicos e têm sido recomendadas para biomonitoramento. Porém, a intensidade dos sintomas foliares visíveis sob condições de exposição em campo pode ser influenciada pela ação conjunta de múltiplos fatores ambientais. Por isso, a função matemática linear entre porcentagem de área foliar afetada por sintomas e doses de exposição ao poluente, ideal para o estabelecimento de programas padronizados de biomonitoramento de qualidade do ar, não é alcançada com facilidade. Sendo assim, torna-se importante realizar estudos comparativos que permitam estabelecer, entre as plantas bioindicadoras sensíveis disponíveis, aquela que cujo modelo entre resposta bioindicadora e nível de contaminação atmosférica por ozônio, em uma dada região, seja o mais próximo desse modelo ideal, o que motivou a proposição do presente estudo. Portanto, objetiva-se: Determinar as variações na intensidade de sintomas foliares em plantas de Nicotiana tabacum 'Bel- W3', Ipomoea nil 'Scarlet O'Hara' e Psidium guajava 'Paluma' mantidas em ambiente contaminado por ozônio, ao longo de um gradiente de condições ambientais; identificar quais fatores ambientais determinam preponderantemente as variações na progressão dos sintomas foliares nessas plantas e determinar, entre as cultivares bioindicadoras escolhidas, aquela cujo modelo entre resposta bioindicadora e nível de contaminação atmosférica por ozônio se aproxima mais do modelo linear ideal para biomonitoramento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)