Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da interacao entre a reacao imunocelular e os componentes da matriz extracelular na evolucao da sarcoidose.

Processo: 07/56615-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2007
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Vera Luiza Capelozzi
Beneficiário:William Sanches Zocolaro
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Matriz extracelular   Imuno-histoquímica   Morfometria   Sarcoidose pulmonar   Sarcoidose
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Imunohistoquimica | Matriz Extracelular | Morfometria | Reacao Imune | Sarcoidose | Sarcoidose Pulmonar

Resumo

O prognóstico na sarcoidose é difícil de ser determinado, sendo dependente da persistência da atividade da doença, muitas vezes difícil de ser observada. Como o estudo dos fenômenos imune-celulares e de remodelamento da matriz extracelular tem se mostrado como promissor marcador de prognóstico nas doenças pulmonares intersticiais difusas, neste trabalho levantamos a hipótese de que na Sarcoidose os fenômenos imunocelulares e de remodelamento da matriz tenham impacto semelhante no prognóstico e evolução da doença. Para averiguar a hipótese levantada, pretendemos 1) investigar a participação da reação imunocelular e da matriz extracelular sobretudo nos granulomas da Sarcoidose através da expressão de células dendríticas maturas (S100) e imaturas (CD1a), macrófagos CD68+, neutrófilos elastase+, linfócitos CD4+,- CD8+ e CD20+; 2) verificar o impacto dos marcadores imunocelulares e da matriz extracelular na evolução dos pacientes, e nos casos de sarcoidose pulmonar através das provas de função pulmonar; 3) Comparar as reações imunocelular e da matriz extracelular nos casos de sarcoidose pulmonar e extra-pulmonar. Para tanto, prontuários médicos e relatórios anátomo-patológicos vem sendo revistos, tendo até o momento incluído 57 pacientes portadores de sarcoidose, submetidos a biópsia, e que vem sendo acompanhados nos Ambulatórios de Clínica Médica e Pneumologia do HC-FMUSP. As provas de função pulmonar incluirão (ATS, 1991): capacidade vital forçada (CVF), volume expiratório forçado no 1º segundo (VEF1), relação VEF1/CVF e fluxo expiratório forçado entre 25-75% da CVF (FEF25-75%); volume residual (VR), capacidade pulmonar total (CPT), relação VR/CPT; capacidade de difusão do CP (Dlco). A histologia será revista por dois patologistas (VLC + EP) juntamente com os alunos para re-classificar os granulomas de acordo com o grau de extensão da doença e a presença de sinais de cronificação. Estudo da reação imunocelular pelo mapeamento das células inflamatórias será realizado por imunohistoquímica e o sistema colágeno/elástica pela técnica do Picrosírius e Resorcina-Fucsina de Weigert. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)