Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da variabilidade da pressao expiratoria durante a realizacao do flutter vrp1 por pacientes com dpoc.

Processo: 05/51144-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ercy Mara Cipulo Ramos
Beneficiário:Joana Tambascio
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Doença pulmonar obstrutiva crônica

Resumo

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) caracteriza-se pela limitação de fluxo aéreo podendo gerar hipersecreção e dispnéia. Esse aumento de produção de muco pode ter a transportabilidade facilitada pela utilização do Flutter VRP1, um aparelho em forma de cachimbo utilizado para mobilização e remoção de secreção, utilizando o princípio de oscilações aéreas e manutenção da abertura do calibre brônquico pela pressão expiratória imposta pelo aparelho. Entretanto, a clínica demonstra que portadores de DPOC apresentam certa dificuldade em manter o ritmo de expirações no dispositivo além de existir dúvidas sobre o comportamento hemodinâmico dos pacientes quando submetidos a ele. Devido a esses fatores e à ausência de estudos publicados envolvendo a análise de pressão expiratória necessária para ciciar o Flutter VRP1, o presente estudo foi desenvolvido afim de avaliar a pressão expiratória durante a execução do Flutterr VRP1 por pacientes com DPOC além de avaliar o comportamento da freqüência cardíaca, da frequência respiratória, da saturação parcial de oxigênio e da pressão arterial durante a realização da terapia com o aparelho. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)