Busca avançada
Ano de início
Entree

Maternidade e transtornos alimentares: a ótica de mulheres com Anorexia e Bulimia nervosa

Processo: 07/59105-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Beneficiário:Daniela Gaspareli Matsumoto
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Tratamento psicológico   Transtornos da alimentação e da ingestão de alimentos   Bulimia nervosa   Anorexia   Gravidez   Entrevistas (psicologia)   Áudio (multimídia)   Análise de conteúdo

Resumo

Os transtornos alimentares, representados, principalmente por Anorexia e Bulimia Nervosa, caracterizam-se por uma grave perturbação do comportamento alimentar e tem uma etiologia multifatorial, mediada por fatores familiares, culturais e individuais (biológicos/personalidade). Dentre os fatores psicológicos frequentemente associados pela literatura ao desenvolvimento desses transtornos postula-se uma perturbação precoce no estabelecimento do vínculo mãe e filha. Essa hipótese tem sido corroborada por diversos estudos, que confirmam sua relevância. A partir desses achados, pretende-se, nesse trabalho, focalizar a seguinte questão de pesquisa: como é para as mulheres que apresentam essa problemática, vivenciar elas próprias o fenômeno da gravidez e da maternidade? O presente estudo tem como objetivo principal investigar o significado da maternidade para mães portadoras de Anorexia ou Bulimia. Os participantes serão pacientes do sexo feminino, que recebem diagnóstico de Anorexia ou Bulimia, que tenham ao menos um filho e/ou estejam grávidas, vinculadas a um serviço especializado do Ambulatório de Nutrologia do Hospital das Clínicas de Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HC-FMRP-USP). O instrumento utilizado para a coleta de dados será um roteiro de entrevista semi-estruturada, o qual será aplicado individualmente em situação face-a-face. As entrevistas serão gravadas em áudio com a permissão das participantes. Posteriormente, essas entrevistas serão transcritas e submetidas à análise de conteúdo temático. Os dados serão interpretados de acordo com o referencial teórico da psicanálise. Espera-se que os resultados obtidos possam auxiliar na compreensão dos aspectos psicológicos das mulheres/mães, portadoras de transtornos alimentares. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)